terça-feira, 30 de agosto de 2011

Obras no Picote com fim à vista e aumento de produção em 130 por cento

A barragem de Picote, em Miranda do Douro vai produzir mais energia hidroeléctrica já a partir de Outubro. As obras que começaram em 2007 para a instalação de uma nova turbina estão quase prontas.
Cerca de 500 trabalhadores envolvidos no projecto e cinco anos de trabalho para um reforço imponente de energia hidroeléctrica, com capacidade para fornecer 60 mil habitantes por ano.
Esta nova turbina, instalada a 150 metros de profundidade, vai permitir a circulação de 400 metros cúbicos de água por segundo.
O director do projecto da barragem de Picote, António Freitas da Costa, refere que o grande objectivo é optimizar os recursos naturais e aproveitar os 1200 hectómetros cúbicos de água que se perdem todos os anos em descarregamentos. '' A grande virtude deste projecto é aproveitar energia renovável, limpa, e vai substituir outras fontes de energia derivadas do petróleo, e isso é um beneficio para o ambiente e para a economia nacional'', afirmando que ''Faz todo o sentido que Portugal, com as dificuldades económicas que atravessa, dentro de um equilíbrio ambiental, deve aproveitar ao máximo todos os recursos que têm.''

Este empreendimento vai reforçar a potência da barragem em 130 por cento e aproveita estruturas já existentes. ''O que fizemos foi construir um túnel novo, de grandes dimensões, na encosta portuguesa, compatível com o grande caudal que vai lá passar, no local intermédio desse túnel, numa caverna a 150 metros de profundidade, está localizada esta nova turbina. Só esta turbina representa mais 130 por cento, que as três turbinas que lá forma instaladas há mais de 50 anos, e em termos de energia representa um acréscimo de 30 por cento, relativamente à capacidade que está instalada neste momento.'' Sustenta Freitas da Costa.
Freitas da Costa diz ainda que a EDP, ao longo destes 5 anos, apoiou vários projectos locais.

E frisa que as obras na barragem de Picote muito contribuíram para o desenvolvimento da economia regional. '' Houve um grande impulso económico, em termos de restauração, alojamento, e uma série de actividades que aproveitaram com a obra. Temos também apoiado diversas iniciativas locais, com associações do Planalto, temos tido uma boa relação com a comunidade local, e isso, é muito gratificante para nós.'' Referindo ainda que, ''Miranda vai ter um novo sistema de abastecimento de água, que representa um forte reforço em termos de quantidade e qualidade à autarquia de Miranda e Mogadouro também.''
Este projecto de reforço hidroeléctrico e aproveitamento de água é um dos 12 que a EDP está a levar a cabo em todo o país.
Em Picote, o empreendimento representa um investimento de 150 milhões de euros.
A turbina de Picote entrará em funcionamento já em meados de Outubro e em Bemposta está previsto que seja no final do ano. 
Escrito por CIR

Sem comentários: