terça-feira, 22 de maio de 2012

Freguesia de Baçal

Baçal é uma das freguesias mais conhecidas do concelho de Bragança e de Trás-os-Montes, em especial graças ao célebre Abade de Baçal, Francisco Manuel Alves, erudito e profundo conhecedor da história da região. Baçal situa-se na parte norte do concelho, não muito longe da cidade de Bragança (seis quilómetros). Cortada pela ribeira de Baçal e pelo rio Igrejas, apresenta uma topografia planáltica. Há muitos vestígios da passagem dos povos pré-históricos pela área da freguesia.
Em Fonte do Pacio, apareceu uma grande laje de xisto negro, que apresenta diversas pequenas covinhas circulares e algumas fossetes maiores e mais profundas de forma elíptica. Apareceram também três objectos líticos polidos, presumivelmente machados ou enxós, de pequenas dimensões.
O Castro de Baçal data da Idade do Ferro. Localizava-se num relevo em esporão sobre a Ribeira de Baçal.
As condições de defesa natural eram fracas, razão pela qual o sistema defensivo era composto por uma muralha e um torreão voltado à ribeira Actualmente, praticamente não há vestígios desse antigo povoado. No interior do recinto amuralhado, também não se encontraram materiais.
O Castro de Sacóias começou a ser utilizado durante a Idade do Ferro e continuou a sê-lo até à Idade Média. Está classificado como Monumento Nacional. Localizava-se em dois cabeços separados entre si por uma depressão pouco pronunciada. Apareceram aí várias sepulturas, uma cabeceira de sepultura cristã, diversas estelas funerárias romanas e outro material de época romana, incluindo cerâmicas e uma pequena figura de cavalo em bronze. O material está hoje no Museu de Bragança.
Mais a sul, apareceu um fragmento de cerâmica manual, decorada com puncionamentos. Na época romana, parece ter sido um importante povoado. Entre o espólio registado, assinalam-se numerosas cerâmicas romanas de vários tipos, uma base de estatueta de bronze com uma inscrição marchetada a ouro, uma pequena figura em bronze representando um bezerro, várias moedas e fibulas e pelo menos dez estelas funerárias romanas e um cipo cilíndrico funerário romano.
Quase todo este material está hoje no Museu de Bragança. A freguesia de Baçal é hoje constituída pelas antigas paróquias de S. Romão de Baçal e de Santa Maria de Saquóias. Já estavam as duas instituídas no século XIII. Quanto à antiga freguesia de Sacóias, esteve anexada a Meixedo antes de ser extinta como freguesia.
Por último, uma pequena nota biográfica acerca do mais dilecto filho da terra. Sacerdote secular, arqueólogo e historiador, de seu nome Francisco Manuel Alves, nasceu em Baçal em 1865, morreu em 1947. Estudou Teologia no Seminário de Bragança, sendo ordenado presbítero em 1889 e logo nomeado pároco ou abade da sua terra natal.
Nunca paroquiou outra freguesia. Dedicou-se com afinco à investigação arqueológica e histórica. Foi director-conservador do Museu Regional de Bragança que hoje em dia ostenta o seu nome. Teve uma vasta colaboração com a imprensa.
População: Cerca de 800 habitantes 
Património cultural edificado: Em Baçal Igreja Matriz, Capela de S. Sebastião, Nicho de Canadica, Fonte de Baixo, Fonte da Amoreira, Escola Primária (desactivada), Futura Sede da Junta, Casa do Povo, dois Moinhos, em Sacoias Igreja Matriz, Capela de Nossa Senhora da Assunção, Casa do Povo, Escola (desactivada), dois Moinhos, em Vale de Lamas Igreja Matriz, Casa do Povo, Ponte do Largo, Moinho Comunitário
Património Paisagístico: Alto da Atalaia em Baçal, Capela de Nossa Senhora da Assunção em Sacoias
Festas e Romarias: Festas de Santíssima Trindade na 1ª semana de Junho (móvel), de S. Romão a 18 de Novembro, dos Reis a 6 de Janeiro em Baçal, de Nossa Senhora da Assunção no 1º Domingo de Setembro (móvel) em Sacoias, de S. Sebastião a 20 de Janeiro, de Stª Bárbara a 9 de Setembro em Vale de Lamas
Gastronomia: Fumeiro, Cozido à Portuguesa
Locais de lazer: Campo de Futebol de Onze em Baçal, Parques de Merendas em Sacoias, em Vale de Lamas junto ao Moinho
Espaços lúdicos: Internet no Edifício da Junta
Artesanato: Tecelagem
Turismo de habitação: Casa Natália Pires, Casa de Turismo "Canto da Igreja"
Turismo rural: Casa Natália Pires, Casa de Turismo "Canto de Igreja"
Orago: S. Romão
Principais actividades económicas: Agricultura, Gado Bovinos e Ovinos, Castanha, Construção Civil, Comércio, Carpintaria
Colectividades: Associação de Caçadores Abade Baçal, Associação Cultural e Recreativa Abade Baçal, Associação Cultural e Recreativa Castro de Sacoias, Associação e Recreativa de Vale de Lamas


in:retratoserecantos.pt

Sem comentários: