quarta-feira, 23 de maio de 2012

Novo grupo transmontano já dá concertos - Lacre dedica-se à música erudita, com temas originais


Chamam-se Lacre e pretendem dar um "selo de qualidade" à música transmontana. O concerto de apresentação desta nova formação musical aconteceu a 4 de Maio, em Bragança, no Auditório Paulo Quintela, que se encheu de curiosos para ouvir o grupo formado por cinco elementos, quatro músicos transmontanos (dois de Bragança e dois de Mirandela) e uma cantora açoriana.
Uma aposta arrojada no Nordeste Transmontano, pois trata-se de um grupo que se dedica à música erudita, e com temas originais. Dez desses temas foram já apresentados neste primeiro concerto, que decorreu ao longo de cerca de uma hora.
De acordo com um comunicado dos Lacre, “trata-se de música erudita, baseada numa poesia simultaneamente melancólica, poderosa e exultante do espírito, interpretada por instrumentos clássicos e uma voz feminina segura em afinação e amplitude", lê-se.
Os "Lacre" são compostos pelos brigantinos Miguel Moita Fernandes (guitarra clássica e composição) e Yazalde Afonso (guitarra clássica e composição), pelos mirandelenses Rómulo Ferreira (violoncelo) e Igor Ferreira (violino) e pela açoriana Carolina Vieira (voz).
O grupo pede agora algum apoio da cidade, por forma a poderem levar “bem longe” o nome da sua terra.


in:jornalnordeste.com

1 comentário:

Daniel disse...

Um grupo que já ouvi e pelo qual fiquei à espera de mais concertos.
Espero bem que este grupo, que por aqui terá as suas dificuldades, e não querendo ofender a não musica e os que a aplaudem, porque tal como o resto do país sofre da mesma moléstia, cultura musical.
É vermos o que é ensinado nas escolas aos nossos filhos a disciplina que no meu tempo dava pelo nome de "canto coral".
As minhas felicitações pela excepcional qualidade da música apresentada e que o seu talento seja reconhecido e sê-lo-á, nem que seja fora do país.