terça-feira, 31 de julho de 2012

Bragança-Miranda: Bispo acredita que reestruturação pastoral favorecerá «comunhão» entre presbíteros, diáconos e leigos


O bispo de Bragança-Miranda está empenhado em fazer da reestruturação pastoral da diocese um meio privilegiado para a implementação de uma “relação de maior comunhão” entre presbíteros, diáconos e leigos.
Em entrevista que vai ser hoje transmitida no Programa ECCLESIA (RTP2, 18h30), a respeito do início de um processo que prevê a junção de mais de 320 paróquias em 40 unidades pastorais, D. José Cordeiro admite que as alterações são significativas e podem estar sujeitas a “resistências”.
No entanto, o prelado acredita que o projeto é essencial para que a Igreja local consiga responder adequadamente às necessidades de uma comunidade que, “em termos territoriais” é “a quinta maior diocese do país” mas, em contrapartida, conta com uma população de apenas 136 mil habitantes e que se encontra “muito dispersa”.
A alteração do modelo organizativo da Igreja Católica de Bragança-Miranda, que incluirá também a redução dos arciprestados que compõem o território, vai ao encontro das “exigências” de um tempo marcado pela “escassez de presbíteros” e pela “diminuição dos fiéis”, aponta o mesmo responsável.
D. José Cordeiro espera que a criação das unidades pastorais favoreça o “trabalho em equipa” entre aqueles que têm como missão espalhar a Palavra de Deus e está aberto a apoiar dificuldades e a esclarecer as dúvidas existentes nesta fase.
Segundo o bispo, têm surgido algumas vozes discordantes, vindas de “vários setores, de várias pessoas”, mas pior do que isso seria “a indiferença”.
“O evangelho incomoda, é como uma ferida e é isto que dá sentido à nossa vida”, salienta.
Neste momento, 29 das 40 unidades pastorais já foram definidas e vão ser brevemente entregues a uma equipa de sacerdotes que ficará responsável pela gestão de um número determinado de paróquias vizinhas.
As outras só serão implementadas no decorrer do próximo ano pastoral, sendo que até lá as paróquias continuarão confiadas à responsabilidade do pároco respetivo.
O processo de reestruturação de Bragança-Miranda já havia sido pedido há 45 anos, no seguimento do Concílio Vaticano II, mas só em 2010 é que avançou definitivamente, depois da participação da diocese no desafio lançado pela Conferência Episcopal Portuguesa, “Repensar juntos a Pastoral da Igreja em Portugal”.
“No dia 17 outubro de 2011, cerca de 15 dias depois da minha ordenação, a assembleia do clero voltou a pedir a reestruturação a par da formação permanente do clero e dos leigos”, recorda D. José Cordeiro, que olha para o momento atual da sua comunidade como uma época de “renovação e desafio”.
“Vai ser um caminho progressivo mas isto só por si não basta”, sublinha o prelado, para quem “o que traz a renovação à Igreja é a abertura ao Evangelho da esperança, da alegria” e também “uma conversão pastoral e sobretudo do coração”, que transforme clero e leigos em “testemunhas credíveis do Evangelho”.


PTE/PR/JCP
in:Agência Ecclesia

Macedo de Cavaleiros - Direcção dos Bombeiros demite-se


A direcção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros demitiu-se.
De acordo com a rádio Onda Livre, na passada sexta-feira, a direcção reuniu com os assalariados do corpo de bombeiros para lhes comunicar que a Associação deixou de contar com o apoio financeiro do município.
Alegando falta de condições para continuar a dirigir esta instituição, a direcção apresentou a demissão.
Recorde-se que os Bombeiros de Macedo de Cavaleiros vivem graves dificuldades financeiras, com uma dívida que ascende aos 200 mil euros.


in:jornalnordeste.com

Jovem mirandelense em fórum internacional de ciência


Um jovem mirandelense foi convidado a participar num fórum internacional que vai reunir os melhores cientistas do mundo, que se realiza, na segunda quinzena de Agosto, em Londres.
Rafael Teixeira foi seleccionado pela Fundação Calouste Gulbenkian depois de ter representado o nosso País nas Olimpíadas Internacionais da Física, no Verão de 2011, onde ajudou a equipa nacional a obter a melhor classificação de sempre.  
A Fundação Calouste Gulbenkian patrocina, anualmente, a deslocação ao London International Youth Science Forum, onde durante duas semanas marcam presença os melhores cientistas do mundo. 
Depois de ter sido um dos cinco jovens portugueses que obteve a melhor classificação de sempre nas olimpíadas da física que aconteceram, o ano passado, na Tailândia, Rafael Teixeira foi convidado a estar presente neste evento internacional, que vai decorrer em Londres, de 16 a 30 de Agosto. 
O jovem estudante mirandelense confessa que ficou surpreendido com o convite e não cabe em si de contentamento.“Foi uma grande surpresa. Li o mail várias vezes porque não estava a perceber o convite. Quando percebi fiquei bastante satisfeito e também muito admirado”, confessa.
A frequentar o primeiro ano de medicina, na Universidade de Coimbra, Rafael Teixeira considera que esta participação no fórum dos cientistas pode ser de extrema importância para conseguir atingir um dos objectivos que sempre imaginou para a sua vida profissional. 
O de aliar a medicina à investigação.“Pode ser visto como uma oportunidade pois gostava de tentar conciliar a física e a medicina uma vez que o futuro pode passar por aí”, refere.
Rafael Teixeira confessa que as expectativas são enormes e demonstra que já está bem informado sobre o que vai acontecer durante duas semanas, em Londres.“O objectivo é juntar pessoas com grandes ideias, jovens cientistas de todo o mundo. 
Vamos assistir a uma série de palestras, estar com vários investigadores e aquilo promete para abrir horizontes no âmbito da investigação”, afirma.
O jovem mirandelense ficou orgulhoso do convite da Fundação Calouste Gulbenkian e espera aproveitar ao máximo a sua presença entre os melhores cientistas do mundo para adquirir experiência que possa ser útil na sua vida profissional. Este futuro médico continua a não descurar a área da física e até está convicto que pode ser uma área complementar na sua vida.


Escrito por Terra Quente (CIR)

Mogadouro - Autarquia apela a poupança de água


A água é um bem essencial e cada vez mais escasso, logo a sua utilização deve ser moderada.É este o lema do Município de Mogadouro que apela à população para um uso regrado da água no concelho, para evitar situações de total escassez. 
“Num ano de seca como este temos todos de dar um contributo para poupar água”, refere o vice-presidente da câmara de Mogadouro, João Henriques, acrescentando que “se cada um poupar um pouco daquilo que gasta, estamos a ajudar para que a água se mantenha para todos durante mais tempo”. “É para que não acabe que nós estamos a sensibilizar as pessoas para que gastem menos”, salienta.


Escrito por Onda Livre (CIR)

O Clube Académico de Bragança recebeu um fim de semana recheado de desafios

PROGRAMA - Festas da Cidade de Bragança 2012

Igreja «esbanja» oportunidades criadas pela Liturgia, sustenta bispo de Bragança-Miranda

D. José Cordeiro, bispo de Bragança-Miranda e vogal da Comissão Episcopal para a Liturgia e Espiritualidade, diz que a Igreja tem “muito a fazer” para melhorar as celebrações e aproveitar o seu potencial.
"Penso que a Liturgia é aquilo que mais se esbanja na Igreja, porque é o maior tesouro que nós temos”, refere o prelado, em declarações que vão ser hoje transmitidas no Programa ECCLESIA (RTP2, 18h30), acrescentando que “é importante” que este domínio se “apresente cada vez mais belo, mais simples, mais sério".
No rescaldo do 38.º Encontro Nacional da Pastoral Litúrgica, que decorreu durante a última semana em Fátima, o bispo de Bragança-Miranda salientou “a necessidade de a liturgia não ficar circunscrita ao culto”, pedindo “que passe à vida e se transforme em cultura, em Evangelho vivido no quotidiano”.
“Esse é o grande desafio, passar da fé acreditada à fé celebrada e depois à fé vivida, caso contrário” a “celebração” pode ser “muito bela mas não passa ao coração”, apontou.
Durante o evento, que juntou cerca de 1200 pessoas na Cova da Iria para falar do tema ‘Eucaristia, Sacramento da Caridade’, foi referido que a presença na missa está mais relacionada, em muitos casos, com o cumprimento de um preceito do que com a afirmação de uma fé celebrada e vivida.
Segundo D. José Cordeiro, a mudança de paradigma deve começar em primeiro lugar pelos próprios sacerdotes, que precisam de “tomar consciência” de que estão a presidir a uma celebração “em nome de Cristo e da Igreja” e “não em nome próprio”.
“Não nos estamos a anunciar a nós próprios, mas estamos a tornar presente, à vida, ao coração, à mente, o mistério de Cristo, porque é ele que preside”, sustentou.
Só a partir do exemplo dos presbíteros – acrescentou - é que as pessoas se sentirão “convocadas e reunidas em torno do altar, da Palavra e do sacramento” e as diferentes comunidades se sentirão parte da mesma fé, “uma fé exigente”, que brota de um “Deus maior do que o coração do homem e do que a sua inteligência”.
A formação litúrgica do clero e dos leigos é encarada pelo prelado como uma parte essencial para a renovação espiritual da Igreja e, nesse sentido, o Encontro Nacional de Liturgia assumiu-se como “uma semana extraordinária” de aprendizagem.
“A liturgia não é aquilo que a maior parte das pessoas pensam, um conjunto de rubricas ou cerimónias, é a celebração do mistério de Cristo, é a Bíblia rezada, a fé celebrada e aqui nesta semana cultivam-se todos esses aspetos”, concluiu.

PTE/PR/JCP/OC
in:Agência Ecclesia

Lombada - Festival de Música e Tradição regressou a Palácios

Três dias de festa que contaram com a segada manual, malha tradicional, muita música e vários momentos de animação.

O Verão na Praça Camões

Data: 27 de Julho 2012 a 14 de Agosto 2012
Localização: Praça Camões

1 de Agosto 
MCBro & JAY Five
 Dice N`Vice
02 de Agosto
Parede Sem Fachada
 Banda Larga
03 de Agosto
4 Cantos
Pedra D`Ara
04 de Agosto
Raro e Joe P.    
Coletivo Corrosivo
05 de Agosto
Via Latina
B. Five
06 de Agosto
SKA
 Pentagrama
07 de Agosto
Muchachos
08 de Agosto
Bloom
 Matson Band
09 de Agosto
Cube
 Ritmo Latino
10 de Agosto
Anomalia
 Filhos da Madrugada
11 de Agosto
Grupo de Fados e Guitarradas Bragança
12 de Agosto
Padre Victor
13 de Agosto
Grupo de Cantares  IPB
 Search
14 de Agosto
Reobot
Stone Age

Fonte:cm-braganca.pt

Coelhoso - II Feira do Cordeiro

Data: 03 de Agosto 2012 a 05 de Agosto 2012
Promotor:
Localização: Pavilhão de Multiusos de Coelhoso
Horário: 18:00 horas

De 3 a 5 de agosto, Coelhoso recebe a 2ª Feira do Cordeiro. Animação musical, o Concurso Nacional de Ovinos da Raça Churra Galega Bragançana, Jogos tradicionais, exposição e venda de produtos e serviço permanente de bar e restaurante no Pavilhão de Multiusos.

Cooperativa de Produtores de Amêndoa quer avançar com unidade de transformação

A Cooperativa Agrícola de Produtores de Amêndoa de Trás-os-Montes e Alto Douro (CAPATMAD) quer avançar com um projecto de transformação de amêndoa.
Depois da inauguração do pavilhão de recolha e armazenamento, o responsável da cooperativa espera agora que o Governo apoie a unidade de transformação.  
“O projecto deverá arrancar em Setembro, altura em que será feita uma candidatura ao PRODER”, avança Bruno Cordeiro.A Ministra da Agricultura, Assunção Cristas, presidiu à inauguração do pavilhão, e assistiu à entrega de certificados aos jovens agricultores.
Para a Ministra, “a vinda de jovens para a Agricultura vai fazer uma grande diferença, a juntar-se à experiência dos que já cá estão”. “Temos recebido cerca de duzentas novas instalações por mês, o que mostra que os jovens estão a olhar para a Agricultura como uma oportunidade, conclui.
A CAPATMAD foi formada em 2004 e tem cerca de 1700 agricultores associados.


Escrito por Brigantia

Escolas primárias transformadas em lares de idosos

As crianças dão lugar aos idosos. Em Gebelim e em Parada, no concelho de Alfândega da Fé, as escolas do 1.º Ciclo vão ser transformadas em lares de Terceira Idade.
A presidente da Câmara de Alfândega da Fé diz que a autarquia vai lançar o concurso para a transformação destas duas escolas em pequenos lares para idosos.  “Vamos pôr a concurso muito brevemente dois lares, que vão ser a transformação de duas escolas primárias. São lares que não têm mais de 20 camas e vão cobrir as necessidades das freguesias e das que estão à volta”, salienta Berta Nunes.
A autarca de Alfândega sublinha que este projecto permite dar apoio aos idosos sem precisarem de sair das suas aldeias.“O concelho tem um conjunto de respostas sociais razoável embora ainda haja lista de espera e daí a necessidade de ter mais algumas camas. No nosso concelho estamos a tentar ter uma política de pequenos lares nas freguesias para não desenraizar os idosos, para criar emprego nas freguesias e tornando os lares até mais familiares”, realça a autarca.
As obras arrancam dentro de três meses e deverão estar concluídas no final do próximo ano. Este investimento ronda o meio milhão de euros, comparticipados pelo PRODER e pelo Fundo do Baixo Sabor.

Escrito por Brigantia

NERBA promove feira do mel

Promover e valorizar o mel transmontano. Este é principal objectivo da I Feira do Mel de Trás-os-Montes, organizada pelo Núcleo Empresarial de Bragança – NERBA.
O certame, vai decorrer a 20 e 21 de Agosto, integrado nas Festas da Cidade de Bragança. 
A directora-geral do NERBA, Helena Videira, sublinha que a organização está a trabalhar em parceria com as associações de apicultores do distrito, para chegar aos produtores da região.“Produtores de mel do Parque Natural de Montesinho, do Parque Natural do Douro Internacional e da Terra Quente.
O que nós pretendemos é valorizar o mel, já que ele tem neste momento uma grande importância para a economia regional. O primeiro objectivo da feira é que os produtores venham cá comercializar e vender directamente o mel e que o público possa comprar e provar o mel.
Há outros dois produtos que se associam ao mel, que é o queijo e o azeite, que também vão ter aqui o seu espaço de exposição”, realça a responsável pela organização.Helena Videira realça que este evento vai aliar o mel à gastronomia e à cosmética.“Tem outras actividades agregadas, como sejam as demonstrações de culinária à base de mel, workshops temáticas, um deles dedicado aos cosméticos e outro dedicado à comercialização. Há também um espaço reservado aos profissionais, que podem expor e vender os equipamentos ligados à apicultura”, explica Helena Videira.
A organização espera reunir neste evento cerca de 40 produtores de mel do distrito de Bragança.
A secretária-geral do NERBA enaltece, ainda, que a primeira edição da Feira do Mel é a rampa de lançamento para um certame que pretende internacionalizar-se já no próximo ano.



Escrito por Brigantia

Construção da barragem de Foz Tua pode ser suspensa

O Governo já assumiu que a barragem de Foz Tua não é necessária para o País. Quem o diz é a dirigente do partido ecologista “Os Verdes”.
Manuela Cunha reuniu com o secretário de Estado da Energia e garante que Artur Trindade disse que não é nenhuma calamidade do ponto de vista energético suspender a barragem de Foz Tua.  “O senhor secretário de Estado não escondeu, foi claro e directo, nas afirmações que fez. E disse o seguinte: ‘Não há calamidade energética se esta barragem deixar de existir’.
E disse ainda que do ponto de vista energético não iria do ponto de vista energético fazer a defesa da barragem. Isto quer dizer que esta barragem não é imprescindível para o País”, defende a ecologista. 
Perante esta resposta da tutela, Manuela Cunha sublinha que não faz sentido avançar com uma obra que não faz falta ao País.Para a dirigente do partido “Os Verdes” esta é a altura certa para o Governo cancelar a construção do empreendimento hidroeléctrico.
Manuela Cunha diz que a tutela está agora numa posição privilegiada para negociar a indemnização com a EDP.“Esse pagamento de indemnização à EDP pela interrupção da obra é uma coisa que dá para negociar, porque a EDP não cumpriu e deveria ter cumprido em termos contratuais e de declaração de impacte ambiental, nomeadamente o facto de não estar a suportar os custos dos táxis alternativos da Linha do Tua, que deveriam ser suportados por ela”, realça a dirigente nacional do partido “Os Verdes”. 
Manuela Cunha lembra que “Os Verdes” tinham solicitado uma reunião com o ministro das Obras Públicas, na sequência do fim anunciado para os táxis no Tua, mas apesar de terem sido recebidos pelo secretário de Estado da Energia, não deixaram de transmitir a preocupação à tutela sobre a mobilidade das populações a partir de Setembro.

Escrito por Brigantia
O último sobrevivente de um grupo de prisioneiros, que fugiu do campo de concentração nazi de Auschwitz em 1942, morreu, disse hoje o porta-voz do museu de Auschwitz.
Pawel Sawicki indicou que August Kowalczyk morreu no domingo, aos 90 anos, num hospício que ajudou a criar na cidade de Oswiecim, no sul da Polónia, onde se localiza o antigo campo de concentração.
Kowalczyk foi levado para Auschwitz em dezembro de 1940. Em junho de 1942 fez parte do grupo de 50 prisioneiros polacos que tentaram fugir enquanto trabalhavam nos campos. A maioria foi morta e apenas nove escaparam, sendo Kowalczyk o último sobrevivente conhecido.
August Kowalczyk tornou-se um ator popular e passou a vida a contar a sua história às gerações mais jovens.
Cerca de 1,5 milhões de pessoas, sobretudo judeus, foram mortos em Auschwitz entre 1940 e 1945


Agência Lusa

INEM defende mexida nos meios do distrito com fraco número de saídas

Segundo dados revelados ao Mensageiro, há ambulâncias no distrito que têm só duas saídas semanais
Só o facto de três dos quatro enfermeiros de Mogadouro que foram fazer o curso do INEM para tripularem ambulâncias de socorro terem chumbado é que atrasou a colocação de um destes veículos em Mogadouro, em detrimento de Miranda do Douro.
A única enfermeira aprovada deverá começar a trabalhar em breve, com os técnicos de emergência que operavam em Miranda. Já a ambulância do INEM de Torre de Moncorvo deverá ser transferida para Vila Nova de Foz Côa, onde está situada a Urgência Básica que serve aquela parte do sul do distrito de Bragança.
Aliás, uma recomendação governamental, do ano passado, indica que, preferencialmente, as ambulâncias de Suporte Imediato de Vida (SIV) deverão estar colocadas junto às urgências básicas, que na área de influência do Nordeste Transmontano se situam em Macedo de Cavaleiros (que a partir de 1 de Outubro deixa de ter helicóptero), Mogadouro e Foz Côa.
A outra SIV está colocada em Mirandela, onde ainda funciona, em teoria, uma Urgência Médico-cirúrgica, que o Governo pretende desclassificar para Básica. A intenção já foi expressa em dois estudos encomendados pelo Ministério da Saúde, o último deles conhecido na semana passada mas já datado de Fevereiro.
Mas já há cerca de um mês, em entrevista exclusiva ao Mensageiro, Fernando Leal da Costa, o secretário de Estado da Saúde, deixava entender essa desclassificação, dizendo que “as urgências básicas de Macedo e Mirandela não serão encerradas ou desclassificadas”.
Ou seja, o secretário de Estado dava mostras de já assumir a urgência de Mirandela como Básica, apesar de ainda estarem a ser cobradas taxas moderadoras como se tivesse as valências de uma Médico-Cirúrgica (que, em boa verdade, nunca saíram do papel, sobretudo ao nível das especialidades necessárias para o seu funcionamento, bem como no número de cirurgiões necessários para o serviço). De acordo com o INEM, em explicações avançadas ao deputado Adão Silva, a que o Mensageiro teve acesso, “o dispositivo de helicópteros de emergência médica irá ter duas configurações:
Na fase “Charlie” de combate aos incêndios florestais (de 1 de Julho a 30 de Setembro) o INEM terá à sua disposição quatro helicópteros ligeiros com equipas médicas, em Vila Real, Santa Comba Dão (Viseu), Loures (Lisboa) e Beja ou Loulé (Faro). Nos restantes nove meses do ano (1 de Outubro a de 30 de Junho) o INEM terá à sua disposição cinco helicópteros com equipas médicas, nos seguintes locais:

Por:António G. Rodrigues
in:mdb.pt

Freixo de Espada à Cinta - Quadros atribuídos a Grão Vasco já estão em exposição

A intervenção no conjunto pictórico resultou de uma candidatura conjunta entre a DRCN e a Câmara de Freixo de Espada à Cinta, financiada pelo Programa Operacional do Norte (ON2), e que custou cerca de 57 mil euros.
Na intervenção foi ainda assegurada a conservação para o futuro deste "importante" espólio do século XVI. Ainda de acordo com Paula Silva, a Igreja Matriz de Freixo de Espada à Cinta poderás sofrer outras obras de restauro e consolidação da sua estrutura, aguardando para o efeito financiamento, através de fundo do Quadro de Referência de Estratégia Nacional.
Por seu lado, o vice-presidente da Câmara de Freixo de Espada à Cinta, Pedro Mora, sempre foi dizendo que ao fim de mais de uma dizia de anos “ foi devolvida a dignidade” a este património. “Concluímos este processo de recuperação dos painéis, que reflete a responsabilidade que os freixenistas têm com o seu património, já que nunca deixaram que a recuperação dos retábulos fosse feita fora da sua vila”, concluiu o autarca.
A DRCN promove agora uma exposição e acesso público às pinturas quinhentistas da Igreja Matriz de Freixo de Espada à Cinta.
A exposição já foi inaugurada sexta-feira e prolonga-se até 30 de setembro. Esta mostra permite, antes da recolocação do conjunto na capela-mor, um acesso excecional e privilegiado aos painéis, habitualmente colocados longe do olhar do visitante. Segundo os técnicos da DRCN, o conjunto de painéis encontrava-se em avançado estado de degradação, tem sido efetuada “ uma intervenção séria” que permitisse a sua recuperação e conservação. “Os painéis estavam muito mau estado, já que as infiltrações de água na igreja, fumo das velas e os dejetos de aves e morcegos causaram danos nas pinturas”, disse Isabel Costa, técnica da DRCN.
Toda intervenção obedeceu as técnicas de restauro morosa que envolveu uma equipa interdisciplinar. Ainda segundo a DRCN, as pinturas expostas são originárias de um anterior retábulo quinhentista e estiveram integradas na talha barroca que reveste as ilhargas da capela-mor, datada dos finais do Século XVII, inícios do século XVIII, adaptadas em quatro fiadas, sem qualquer sequência temática. A divulgação dos retábulos surgiu apenas em 1940, com a realização da exposição "Os Primitivos Portugueses".
Em 2004, pela realização de obras de consolidação estrutural da abóbada da capela-mor, confirmou-se o adiantado estado de degradação daquele importante acervo cultural. O conjunto retabular retrata passos da vida da Virgem e da Paixão de Cristo.
Durante muito tempo atribuído a Vasco Fernandes, o” lendário” Grão Vasco, constitui um acervo patrimonial "de indiscutível relevância local e nacional". Segundo os especialistas, a data provável da execução do conjunto pictórico está situada entre os anos de 1535 e 1540.

Por: Francisco Pinto
in:mdb.pt

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Andre Rieu - Romantic Paradise

Há uma Linha que Separa

Exposição “Gastão Taborda (1917/1983) Ciência e saberes na viticultura duriense”

Exposição - Entre os dias 30 de Julho e 14 de Agosto vai estar patente na Biblioteca Municipal de Carrazeda de Ansiães a Exposição “Gastão Taborda (1917/1983) Ciência e saberes na viticultura duriense”. 
Com o intuito de assinalar os 25 anos da morte do Eng.º Gastão Taborda, o Museu do Douro organizou esta exposição sobre a vida e obra deste engenheiro agrónomo que, por mais de duas décadas (1957-1980), dirigiu os serviços técnicos do Ministério/Secretaria de Estado da Agricultura em Peso da Régua, predecessores do atual Centro de Estudos Vitivinícolas do Douro. 
Ainda ignorado pela generalidade dos cidadãos, nomeadamente pelos durienses, foi uma das figuras que mais pugnou por uma política de qualidade e desenvolvimento da atividade vitivinícola no Douro, estando associado a projetos como o que visava a modernização dos vinhedos durienses através de um melhor conhecimento do potencial das castas e dos procedimentos de cultura.

Cavaco - está explicado porque nao chega o pilim ! ! ! . . .

video

Reunião da Assembleia-geral do ZASNET

No dia 26 de julho de 2012, sob a presidência de Eng.º António Jorge Nunes (Presidente da Câmara Municipal de Bragança) decorreu, na sede em Bragança, e com a presença de D. José Luis Prieto Calderón, representante da Diputación de Zamora; D. Francisco González Hernández, representante do Ayuntamiento de Zamora; D. Carlos Cortés, representante da Diputación de Salamanca; Dña Rosário Almazan, Diputación de Zamora; Dr. Duarte Moreno, representante da Associação de Municípios da Terra Quente Transmontana; Engº Manuel Miranda, diretor da Associação de Municípios da Terra Quente Transmontana; Dr.ª Manuela Oliveira, coordenadora da Associação de Municípios da Terra Fria Transmontana;  Dr.ª Margarida Rodrigues, diretora do ZASNET AECT e Engº Carlos Rio Carvalho, representante do Consórcio Luso-Espanhol ERENA, S.A. e Fundación Naturaleza y Hombre,  a reunião da Assembleia-geral do Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial - ZASNET, durante o qual se procedeu à decisão de adjudicação do “Plano Estratégico de Desenvolvimento Territorial ZASNET 2014-2020”.
O objectivo do Plano Estratégico de Cooperação e Desenvolvimento Territorial traduz-se em acções de concertação estratégica, de programação e dinamização de projectos estruturantes e de iniciativas relevantes, definição de uma aposta de proximidades de acção política junto dos governos dos dois estados, preparação para o próximo Quadro de Programação Comunitária de Apoio 2014-2020, e num plano de acção de médio e longo prazo onde esteja definida uma estratégia de cooperação e acções de partilha de recursos públicos comuns no território.
O “Plano Estratégico de Desenvolvimento Territorial ZASNET 2014-2020” foi apresentado à 3ª Convocatória do POCTEP com a denominação ZASNET 2020.
Na reunião foi também apresentado pelo consórcio luso-espanhol, Erena, S.A e Fundación Naturaleza y Hombre, responsável pela elaboração da Candidatura Reserva de Biosfera Transfronteiriça ZASNET a apresentar à UNESCO, o plano de ação e de trabalhos para a concretização da referida candidatura.
O projeto Biosfera Transfronteiriça foi aprovado na 2ª convocatória do POCTEP com um investimento elegível de 400.000 euros e um financiamento FEDER de 300.000 euros.
Os principais objetivos do projeto são a promoção, conservação e proteção das áreas naturais transfronteiriças, definição dos recursos naturais para uma gestão conjunta como Reserva de Biosfera e fortalecimento da cooperação das autoridades responsáveis da REDE Natura 2000.
As ações em desenvolvimento do projeto traduzem-se num estudo do território transfronteiriço dentro do âmbito da Rede Natura 2000, na promoção conjunta do património natural, com a criação de uma marca de qualidade conjunta e definição de rotas turísticas naturais e a apresentação da candidatura à UNESCO: programa Man and Biosphere (MAB).
A área a candidatar a reserva de biosfera transfronteiriça engloba, em Portugal, o território do Nordeste Transmontano e em Espanha as províncias de Salamanca e Zamora em Espanha.
Com diversos parques naturais, Parque Natural de Montesinho, Parque Natural do Douro Internacional, Parque Natural da Sanabria, Parque Natural Arribes del Duero, e diversos espaços da rede natura tal como Paisagem Protegida da Albufeira do Azibo, Romeu, Sierra de la Culebra, Lagunas de Villafafila, Rio Sabor / Rio Maças, Romeu, etc., pretende-se que a área da raia seja classificada como Reserva de Biosfera pela UNESCO.
A Reserva de Biosfera Transfronteiriça será a maior reserva transfronteiriça da Europa. A Candidatura será apresentada em Março de 2013 e a avaliação da UNESCO será comunicada em Setembro de 2013.

Foi também aprovada a imagem corporativa do projecto Biosfera Transfronteiriça e um plano de Acão de divulgação do projeto.
O Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial ZASNET é uma entidade de âmbito europeu sedeada em Bragança e tem como objetivo promover a cooperação territorial transfronteiriça. O ZASNET-AECT é constituído pelas Associações de Municípios da Terra Fria, Terra Quente Transmontana, Diputaciones de Zamora e Salamanca e Ayuntamiento de Zamora.

Fonte: cm-braganca.pt

Crianças de Bragança desfilam em mais um Passeio das Estrelas

Dezenas de crianças de Bragança foram manequins por uma noite no passado sábado.
O Passeio das Estrelas é um evento que acontece há 14 anos, onde os mais pequenos desfilam com roupas das lojas do comércio tradicional.

Pais, avós e comunidade em geral, aguardavam ansiosamente pela hora do desfile. Foi o caso da família Pires. Mãe, pai e irmão contaram os minutos para verem desfilar a pequena estrela.
A mãe, Cristina Pedro, diz que a filha gosta muito de desfilar e “já não é a primeira vez que participa”. “Ela desfila muito bem, gosta muito de moda e passerele”. Cristina Pedro revela ainda que está “um pouco ansiosa”, mas sente que vai “correr tudo bem”. Já o pai, Adílio Pires, diz que que a menina passa a vida em casa a desfilar, por isso isto tem tudo a ver com ela”.
As crianças, essas, não podiam estar mais felizes. Há até quem queira ser modelo. É o caso de Marta Viana. A menina diz que “já é a terceira vez que desfila” e que quer ser modelo. A pesar de ficar “um pouco nervosa por ter muita gente a assistir”, garante que “gosta muito de desfilar”. “O que gosto mais é de fazer as poses”, explica.
O desfile, organizado pela junta de freguesia da Sé envolveu crianças dos 4 aos 14 anos, que participam nos ATLS das instituiçoes da cidade.
O Passeio das Estrelas a realizar-se pela décima quarta vez, como sempre no último fim de semana de Julho.

Escrito por Brigantia

Festival da Lombada termina com balanço positivo

Terminou ontem o Festival mais antigo do concelho de Bragança.
O Festival da Lombada, na pequena aldeia de Palácios, começou há14 anos e é um evento que não quer deixar morrer a tradição. Música tradicional, Gastronomia e o Ciclo do Pão, fizeram as delícias de velhos e novos, que se juntaram nestes três dias de festa.
Foi o caso de Maria Abreu, de Amarante, que diz que já vai ao festival há 5 anos. “Adoramos isto, gosto desta música, principalmente dos gaiteiros”, garante.Opinião partilhada por Inês Rodrigues que “são tradições antigas, que deviam ser preservadas”. “Gosto muito dos pauliteiros, que são de Mogadouro, da minha terra”, conclui.
Do cartaz fizeram parte vários grupos de música tradicional, entre eles os Gaiteiros e Tocadores do Nordeste e o Grupo de Pauliteiros de Miranda do Orfeão Universitário do Porto. Um festival único, garantem.
Pedro Chaves, do Orfeão Universitário do Porto diz que “é importante manter a tradição”. “É a primeira vez que venho a este festival e estou a gostar muito”, revela.
O Festival mais antigo do concelho de Bragança, a provar mais uma vez que vale a pena reavivar tradições e memórias.


Escrito por Brigantia

Governo contesta providência cautelar contra Veiguinhas

O governo vai contestar a providência cautelar interposta pela Associação Ambientalista Quercus, contra a barragem de Veiguinhas. A garantia foi deixada pela Ministra da Agricultura, Assunção Cristas, que esteve, este fim-de-semana, em Torre de Moncorvo.
A governante presidiu à inauguração do pavilhão de recolha e armazenamento de amêndoa, da Cooperativa Agrícola de Produtores de Amêndoa de Trás-os-Montes e Alto Douro.À margem das inaugurações, Assunção Cristas revelou que já foi elaborado um despacho para que a providência cautelar contra a barragem não vá avante.
A Ministra diz que “já há um despacho do Secretário de Estado, para que seja declarada a urgência e a necessidade pública” da construção da barragem, “de maneira a que a providência cautelar” imposta pela Quercus “não tenha um efeito suspensivo”.Recorde-se que a Quercus, anunciou recentemente uma providência cautelar contra a Barragem de Veiguinhas, por considerar “um atentado ambiental”.
Assunção Cristas avançou ainda, que na próxima semana, vai acompanhar a “Missão Unesco”, que vai avaliar os trabalhos da construção da barragem de Foz Tua.A Ministra acredita que é possível conciliar a Barragem de Foz Tua com a classificação do Douro como Património Mundial. “Portugal sustentou essa posição em São Petersburgo (Rússia) e aqui também vamos sustentar a mesma posição”, realça a Assunção Cristas.
De salientar, que as obras estão numa fase de abrandamento até às conclusões do relatório da Unesco. Questionada sobre os prejuízos causados pela queda de granizo que destruiu cerca de 700 hectares de vinha, no concelho de Sabrosa e São João da Pesqueira, em Vila Real, a Ministra garante que “vai haver apoios”. “Vamos apoiar no tratamento para que as plantas não se percam”, explica.
A Ministra avança que já sinalizou “o Instituto do Vinho do Douro e do Porto, para que as pessoas que perderam a sua colheita este ano, possam ter direito ao benefício para produzirem vinho do Porto no próximo ano”. “Nós somos solidários com as fragilidades da Agricultura e estes apoios já estão no terreno para fazerem o levantamento dos prejuízos, enaltece.
Assunção Cristas assistiu ainda à entrega de certificados aos jovens agricultores. A Ministra revela que acredita que “a vinda de jovens para a Agricultura vai fazer uma grande diferença, a juntar-se à experiência dos que já cá estão”. “Temos recebido cerca de duzentas novas instalações por mês, o que mostra que os jovens estão a olhar para a Agricultura como uma oportunidade, conclui.


Escrito por Brigantia

Trás-os-Montes - Azeite soma prémios

No concurso “Mário Solinas”, em Espanha, o Magna Olea triunfou na categoria de Verde Mediano Frutado, ao passo que na categoria de Maduro Frutado, venceu o azeite Rosmaninho, da Cooperativa de Olivicultores de Valpaços.
Já no concurso TerraOlivo, em Israel, o azeite Casa Grande Gold Reserve, da Cooperativa de Viticultores e Olivicultores de Freixo de Numão, classificou-se, na categoria Grand Prestige Gold TerraOlivo.

Na categoria Prestige Gold Terra Olivo destaque para o Rosmaninho, o azeite Douro, da F. Olazabal e Filhos LBA Quinta do Vale Meão, o azeite Magna Olea, a Sociedade Agrícola Quinta Vale Do Conde DOP e Vinhos do Douro Superior, com o rótulo Castelo D´Alba.
Na categoria Gold TerraOlivo, classificaram-se o Acushla, a Cooperativa dos Olivicultores de Murça, a MC Rabaçal e Aragão e a Sociedade Clemente Meneres. A medalha de ouro nesta categoria foi para a MC Rabaçal, que concorreu com o Azeite Biológico Alfandagh.
No Concurso Nacional de Azeite Virgem Extra, o ouro foi para o azeite Montes Ermos Grande Escolha, Rosmaninho Trás-os-Montes DOP e o Casa de Santo Amaro, das Herdades Manuel Ataíde Pavão.


in:jornalnordeste.com

Formação de Professores - História, Arte e Criatividade

O Museu Abade de Baçal, em parceria com o Centro de Formação da Associação de Escolas Bragança Norte (CFAEBN), promoveu um curso destinado a professores de História, Filosofia e Educação Visual.
Esta acção de formação foi ministrada pelo mentor do Projecto de Formação dos Museus, João Lima, que trabalhou com os docentes novas estratégias criativas no ensino inter-multidisciplinar, com o objectivo de colmatar a necessidade que se encontra na criação da chamada “Arte ao vivo” ou “Arte viva”.
Segundo o formador, “esta acção funciona como instrumento de promoção do conhecimento da Arte e dos espaços museológicos como recriação de momentos imaginários ou como complemento de formação cívica, através do desenvolvimento de novas estratégias do uso da criatividade em contexto de sala de aula ou na realização de projectos”.
Ao longo dos dois dias de formação, os participantes interagiram com dinâmicas lúdico-pedagógicas, em torno de conceitos ligados à Nova Museologia, à Educação pela Arte, à Ciência como elemento agregador do Conhecimento e à História.


in:jornalnordeste.com

“Raízes de Ifanes”

“Raízes de Ifanes” é o título do primeiro filme do realizador Gustavo Ribeiro, apresentado na passada sexta-feira, em Miranda do Douro.
A película, rodada no Planalto Mirandês, conta a história de um ex-toxicodependente que volta às suas raízes. O jovem realizador, de 31 anos, revela que “na fase final do seu tratamento, o ex-toxicodependente desaparece, deixando a família a pensar que ele regressou ao mundo das drogas. Mas contrariamente ao que se pensava, ele foi à procura da sua história na aldeia dos avós e onde os pais também moraram”.
“Raízes de Ifanes” contou com o apoio da autarquia de Miranda do Douro. O presidente da Câmara Municipal, Artur Nunes, diz que é de louvar o interesse dos jovens pelo interior. Para o autarca, o filme mostra “que o meio rural pode vir a ajudar a resolver os grandes problemas sociais característicos das regiões urbanas”.
Este é o primeiro filme de ficção do realizador, mas do seu currículo fazem parte vários documentários, sendo o mais recente “Acesso Reservado”, que conta a história de várias pessoas que trabalham num shopping.


in:jornalnordeste.com

Inferno

Era verão, quente, como é normal em Trás-os-Montes. A rapariga vinha apressada, pelo calor da tarde, abrasador. Parecia ter asas nos pés, tal era a velocidade que só a sua juventude poderia imprimir à marcha. Chorava. As lágrimas misturavam-se com o suor que lhe escorria pelo rosto afogueado.
"Acudam, acudam. Venham depressa antes que seja tarde."
Logo um magote de pessoas, novas e velhas, cercava a rapariga que
mal conseguia falar.
"Um fogo enorme está a queimar tudo no Souto." O Manel está lá a tentar apagá-lo. Já se queimou. Tenho medo que o fogo o cerque.
O sino tocou a rebate. O povo juntou-se com foices, seitouras, enxadas e outras ferramentas que pudessem ajudar a parar o fogo.
Todos à uma, voaram em direção ao fogo que se preparava para destruir o trabalho de uma vida. Já se viam as labaredas, já se cheirava o fumo nefasto da destruição.
"O meu Manel! Que Deus ajude o meu Manel!", ouviu-se uma voz angustiada de mãe.
Alguém foi ao posto público ligar para os bombeiros. Não sabiam se chegariam a tempo ou se viriam. O desespero tomava conta do ambiente. As crianças foram proibidas de sair da aldeia. Os muito velhos rezavam e tentavam controlar as crianças mais atrevidas.
Em poucos minutos o povo se encontrou com o fogo que já havia varrido o Souto. Castanheiros centenários pareciam negros fantasmas. O vento ajudava as labaredas na sua ânsia devoradora. O calor era insuportável. Água não havia. A única esperança era poder parar o fogo com a abertura de valas. Ouvia-se o ritmo cadenciado dos homens com as ferramentas a lutar pelas vidas de todos.
Da aldeia erguiam-se vozes que, das aldeias vizinhas, se vinham juntar aos do Brito.
Os corações aliviaram e agradeceram a Deus mais esta tão necessária ajuda.
"Se ao menos os bombeiros viessem..."
Os aventais das mulheres cobriam-lhe as cabeças e a boca. Os homens faziam o mesmo com as camisas. Os braços sentiam o ardor das chamas cada vez mais próximas.
A luta parecia perdida. O fogo lavrava como se tudo fosse seu. As mulheres gritavam preces aos seus santos. O cansaço pesa mais do que a vontade. Entrega-se a Deus a alma e pede-se mais força para continuar a lutar.
Finalmente a sirene dos bombeiros enche o ar. Chora-se e ri-se de alegria e alívio. Dois autotanques encarregam-se de serenar os ânimos das línguas de fogo que tudo querem comer.
Ninguém desiste da luta. Todos são poucos para combater este inimigo.
Que calor! A pele mais exposta arde, abrasada pelo fogo. Os cabelos cheiram a chamusco.  Vislumbra-se um abrandamento das labaredas. Os olhos ardem pela força do fumo.
Já se ouve um ou outro riso. Abranda-se o ritmo diabólico que até ali lutava contra a força das chamas.
O Manuel, completamente exausto, completamente abrasado, uma ou outra queimadura nas mãos e na face tisnada, senta-se numa pedra à beira do caminho, esconde a cara nas mãos e chora, finalmente chora.


Mara Cepeda
in:nordestecomcarinho.blogspot.pt

O regresso dos bichos

Com timidez e prudência, alguns animais começam a reocupar o território deixado vago pelo homem. A desertificação do interior, o abandono agrícola estão a trazê-los de volta.

sábado, 28 de julho de 2012

Onze empreendedores distinguidos com Prémio EDP 2012


Onze empresários transmontanos foram hoje contemplados com um apoio monetário entre dois e dez mil euros para novos negócios, distinguidos pelo Prémio EDP Empreendedor Sustentável 2012.
Uma das premiadas, na cerimónia que decorreu na pousada da EDP, em Picote, no Nordeste Transmontano, foi a empresa "Manjares do Sabor", que vai confecionar e colocar no mercado refeições típicas transmontanas congeladas e ultra refrigeradas.
O mercado nacional, mas também o espanhol, são o destino de outro projeto vencedor, o mirandês Cachicos - Pedacinhos de Frutas de Terras de Miranda do Douro, dedicado à desidratação de frutas e legumes para "snacks", através de "vending machines".
A produção de cogumelos é outra das áreas de negócios premiadas, com a AgriAlves a apostar na cultura e transformação de cogumelos selvagens em estufa e inoculação em florestas e a complementar a atividade com a produção de ervas aromáticas e medicinais.
As ervas aromáticas e medicinais em modo biológico e prestação de serviços técnicos são a aposta de outra vencedora, a companhia das Ervas- Touchflowers, Lda.
O turismo rural e de natureza foram também distinguidos nas propostas das Casas do Bairinho, casas de aldeia recuperadas para fins turísticos, do ecoturimo da Quinta da Serrinha, o alojamento e atividades da Cardal- Bio Turismo e o mote do azeite que a Quinta do Gandarem propõe com turismo no espaço rural sob a temática do Oleoturismo.
O Prémio EDP distinguiu ainda a Helinorde, que aposta na produção, reprodução e transformação de caracóis, a Resiserv, com recolha, triagem e reciclagem de resíduos de construção e demolição, e os serviços de animação turística da Nordeste Vivo.
Dois dos vencedores receberam o valor mais alto e os restantes dois mil euros e todos beneficiaram de serviços de consultoria e apoio técnico nos últimos meses para criarem os novos negócios e empregos nos concelhos da barragem do Baixo Sabor, nomeadamente Torre de Moncorvo, Macedo de Cavaleiros, Alfândega da Fé e Mogadouro.
Os projetos dos premiados destacaram-se como os melhores entre as 38 novas empresas criadas em Trás-os-Montes no âmbito desta medida da EDP, que visa criar condições para manter a dinâmica económica na região para além da conclusão da barragem, prevista para 2013.
O Prémio EDP Empreendedor Sustentável visa estimular o aparecimento de novos projetos que contribuam para o desenvolvimento económico e social, proporcionado acompanhamento técnico aos promotores interessados e distinguindo os melhores projetos com apoio monetário.
A empresa anunciou que vai investir mais de um milhão de euros nesta medida nos próximos anos e manter o prémio por mais algumas edições depois de concluída a barragem.
O Baixo Sabor foi o primeiro a beneficiar, em 2010, deste prémio, entretanto alargado também aos concelhos da Barragem do Tua, onde decorre ainda a primeira edição do mesmo.


HFI.
Lusa

Escola de Macedo de Cavaleiros premiada por vencer desafio da poupança


A Escola Básica e Secundária de Macedo de Cavaleiros, no distrito de Bragança, venceu o desafio nacional lançado pela EDP para a redução de consumos energéticos, divulgou hoje a empresa, que atribuiu 10 mil euros de prémio.
O estabelecimento de ensino transmontano ficou em primeiro lugar numa competição no âmbito do projeto ECO CHALLENGE da EDP serviço Universal, que envolveu 36 escolas de todo o país com o objetivo de obter a maior redução possível nos consumos energéticos.
O prémio de dez mil euros será para aplicar na melhoria das instalações ao nível da eficiência energética, com medidas que serão adotadas depois de uma visita técnica à escola, segundo informação divulgada pela EDP.
Os elementos da equipa participante receberão ainda um prémio individual de 500 euros cada.
O projeto ECO CHALLENGE disponibilizou um sistema de monitorização de energia elétrica a escolas secundárias e promoveu várias atividades, ao longo do ano letivo, que permitiram sensibilizar a comunidade educativa para o tema da eficiência energética.
Este projeto, da EDP Serviço Universal, contou com a parceria da ISA -- Intelligent Sensing Anywhere e integra-se no Plano de Promoção da Eficiência no Consumo da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos - ERSE.
O júri decidiu ainda atribuir duas menções honrosas à escola Escola José Silvestre Ribeiro de Idanha a Nova e à Escola Secundária Raul Proença das Caldas da Rainha.
O projeto contou ainda com o apoio, ao nível pedagógico, do Centro de Ciência Viva Rómulo de Carvalho e com a supervisão da Direção Geral de Educação do Ministério da Educação.
A Lusa tentou obter uma reação da direção executiva da escola, sem sucesso.


HFI.
Lusa

Câmara reconhece problema em bairro de Mirandela


A Câmara de Mirandela já respondeu às queixas dos moradores da Rua Vale da Cerdeira, em Mirandela, que dizem estar fartos dos sucessivos cortes de água e rebentamentos de canos na via pública. 
Em comunicado, o Gabinete de Comunicação e Imagem da autarquia reconhece o problema, mas garante que todas as solicitações têm sido respondidas dentro das possibilidades, procedendo, em primeiro lugar, à reposição do abastecimento e só depois à reparação dos pavimentos.
Nesta rua, a autarquia informa que foi instalada, recentemente, uma nova conduta de abastecimento, mas a construção dos novos ramais vai ser feita em simultâneo com a instalação da rede de abastecimento de gás.
Por isso, a Câmara de Mirandela apela à compreensão dos moradores.


 Escrito por Terra Quente (CIR)

Repartições de Finanças podem encerrar


Depois dos Tribunais, os próximos serviços a encerrar poderão ser as repartições de Finanças. 
O alerta é do Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares.Feliciano Barreiras Duarte diz que não há alternativa ao encerramento de serviços públicos.“A realidade é aquela que existe e não aquela que nós desejávamos. Acreditem que nenhum governo responsável, nem nenhum Primeiro-ministro responsável gostaria de tirar o 13.º e o 14.º mês, gostaria de encerrar tribunais, repartições de finanças ou acabar com as chefias na administração pública. 
É uma discussão que pode ser sempre feita, sem dramatismo, mas não há caminho alternativo. Nós assinámos e quanto mais depressa cumprirmos mais depressa ganharemos autonomia para podermos decidir de forma livre o nosso futuro”, justifica o governante. 
Em contrapartida, o responsável pela pasta dos Assuntos Parlamentares adianta que está em cima da mesa a criação de infra-estruturas, como balcões e lojas do cidadão por todo o País. “O governo está a trabalhar para conseguir encontrar formas de aumentar até o número de serviços disponíveis em vários concelhos, sobretudo para os pequenos e médios concelhos, soluções que passam no âmbito da modernização administrativa por aumentarmos o número de quiosques do cidadão, postos de atendimento ao cidadão, e não tenho dúvidas que também nesta zona é bem possível que para o ano venham a ganhar capacidade para serem instalados infra-estruturas onde funcionam vários serviços ao mesmo tempo, como já acontece nas lojas do cidadão”, garante Feliciano Barreiras Duarte.
Depois dos Tribunais, o Governo diz agora que são as repartições de Finanças que podem encerrar.


Escrito por Onda Livre (CIR) 

PSP alerta para burla


Uma burla na Internet que utiliza o símbolo da PSP já fez vítimas em Bragança. 
Uma mensagem de alerta bloqueia os computadores e incentiva os utilizadores a fazer um pagamento de cerca de 100 euros, por suposta violação da lei de "direitos de autor e direitos adjacentes" ou por divulgação de "Conteúdos Pornográficos proibidos".
O comandante da PSP de Bragança, Amândio Correia, diz aos cidadãos que a PSP não faz este tipo de operações pela Internet e lembra que esta mensagem é burla.“A verdade é que a polícia não faz avisos destes pela Internet. 
Não convoca ninguém para pagar alguma coisa pela Internet a não ser contactos por mail, mas só caso haja um acordo prévio entre o cidadão e o elemento policial em concreto, mas regra geral a polícia não faz convocatórias por Internet ou por mail. 
Portanto, as pessoas têm que estar atentas e em caso de dúvida não devem fazer aquilo que esta mensagem pede, porque é falso, é burla”, esclarece p comandante da PSP de Bragança.
Em caso de dúvida, Amândio Correia diz às pessoas para consultar o site da PSP, que disponibiliza mais informação sobre esta burla.


Escrito por Brigantia