segunda-feira, 24 de novembro de 2014

A iniciativa que pretende assinalar o dia de S. Martinho aconteceu pela primeira vez no centro da cidade de Bragança e superou em muito as expetativas

O centro histórico de Bragança ganhou vida, este sábado, com a comemoração do Dia de S. Martinho, no Jardim António José de Almeida. A iniciativa organizada pela Associação Comercial, Industrial e Serviços, o Município e a Rádio Brigantia trouxe várias actividades ao jardim, desde actuações musicais, aulas de zumba a demonstrações de culinária, contando com a presença de expositores do comércio local e tasquinhas.
O presidente do Município, Hernâni Dias considera importante trazer gente ao centro histórico. Faz, por isso,um balanço positivo da comemoração do Dia de S. Martinho. “O balanço tem que ser positivo. As condições climatéricas também não ajudaram muito mas as pessoas vieram e ajudaram à dinamização. 
É necessário e é importante conseguirmos repovoar estes espaços que normalmente não têm vida”, salienta o autarca. Vítor Carvalho, presidente da Associação Comercial, Industrial e Serviços de Bragança, confessa que ficou surpreendido com o número de pessoas que participou na iniciativa. “Na verdade não estava à espera de tanta gente, até porque estava com algum receio devido ao mau tempo. 
O balanço é bastante positivo”, realça o responsável. Na comemoração do Dia de S. Martinho marcaram presença 10 expositores e 7 tasquinhas. Os comerciantes afirmam que este tipo de eventos se deve repetir para movimentar mais o centro da cidade. “O comércio no centro está muito parado, há pouca gente. Isto está deserto, precisávamos de iniciativas como esta”, constata Nadir Pinto, proprietária de uma mercearia no centro histórico. 
Já José Patrício, da área da panificação e produtos regionais, garante que valeu a pena trazer os seus artigos para o Jardim António José de Almeida. “Passaram por aqui bastantes pessoas que fizeram compras, acho que foi uma boa iniciativa”, afirma o empresário. 
Para celebrar o S. Martinho, as lojas do comércio tradicional estiveram abertas durante a tarde de sábado e expuseram alguns artigos na rua, enquanto o tempo o permitiu, já que os aguaceiros apareceram várias vezes ao longo do dia. 

Escrito por Brigantia

Sem comentários: