quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Barragem de Foz Tua: apresentação da primeira obra de compensação prevista em protocolo

Capela da Senhora da Lapa
O lançamento da empreitada de requalificação da Capela da Senhora da Lapa, em São Mamede de Ribatua (Alijó), está marcado para a próxima sexta-feira, pelas 14 horas.

Trata-se de uma obra de reabilitação, orçada em 58 mil euros suportados pela EDP, e prevista no plano de Aproveitamento Hidroeléctrico de Foz Tua. 

De referir que esta é a única intervenção a realizar em pleno Vale do Tua, já que a freguesia de São Mamede de Ribatua está situada na margem norte do rio Douro onde o afluente Tua desagua. 

De acordo com o protocolo assinado, em 2013, entre a Direção Regional de Cultura do Norte, a EDP - Gestão da Produção de Energia S.A. e a Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Tua - Associação ADRVT, compete à EDP financiar a valorização de património cultural localizado em Alijó, Carrazeda de Ansiães, Mirandela, Murça e Vila Flor, municípios abrangidos pelo Aproveitamento Hidroeléctrico de Foz Tua. 

A Direção Regional de Cultura do Norte é a entidade responsável pela coordenação e implementação do projeto de valorização do património, que inclui um conjunto de monumentos previamente identificados entre esta entidade e os municípios envolvidos. 

O plano, no valor de 1,58 milhões de euros, prevê, para além da obra na Capela da Senhora da Lapa, a requalificação do Santuário do Senhor de Perafita em São Mamede de Ribatua, ambos localizados em Alijó; a Capela da Misericórdia de Murça (onde já decorrem trabalhos de levantamento e diagnóstico), Cabeço da Mina no concelho de Vila Flor, a Igreja da Lavandeira no concelho de Carrazeda de Ansiães e intervenções nas igrejas de Avantos, Abambres e Guide (sendo que nesta última as obras deverão iniciar-se em breve).

in:noticiasdonordeste.pt

Sem comentários: