terça-feira, 25 de novembro de 2014

Três homens brigantinos homenageados pela União de Freguesias

Três homens da cidade de Bragança foram distinguidos, na passada sexta-feira,  num jantar organizado pela União de freguesias da Sé, Santa Maria e Meixedo para celebrar o Dia do Homem.
O presidente da União de Freguesias, José Pires, que prefere o termo distinção ao de homenagem, uma vez que se tratou de um jantar convívio um pouco informal, considera que estes homens têm feito um trabalho exemplar nas suas diferentes áreas profissionais. “Quisemos destacar homens que se distinguiram pelo seu percurso. São pessoas em três áreas diferentes e que se destacaram por motivos diferentes”, salienta o autarca. 
Rui Caseiro foi distinguido pelo trabalho que desenvolveu como vice-presidente da Câmara Municipal de Bragança nos últimos anos, Nicolau Sernadela por encarnar a personagem do “Tio João”, que há mais de 25 anos faz companhia diariamente a centenas de pessoas através de um programa de rádio e o padre Octávio Sobrinho Alves pelo trabalho que tem desenvolvido com os paroquianos da cidade de Bragança nos últimos 30 anos. 
Os homenageados dizem que não têm feito mais do que a sua obrigação mas mostraram-se satisfeitos pela distinção atribuída pela União de Freguesias e pela realização de um jantar dedicado aos homens. 
Rui Caseiro diz que fez apenas aquilo que lhe competia fazer nas funções que desempenhou na autarquia. “Não acho que tenha feito nada merecedor do que quer que seja. Acho que tenho feito aquilo que me compete fazer”, considera o ex-vice presidente do Município de Bragança.
Nicolau Sernadela sublinha que este é um reconhecimento não pessoal mas do “Tio João”. “Ao fim de 25 anos ter este reconhecimento é magnífico. Estou aqui não por ser o Nicolau mas por ser o Tio João, com o meu trabalho de 25 anos e pelas milhares de pessoas que me ouvem e que precisam de mim e eu delas”, sublinha o locutor de Rádio. 
Já o padre Octávio Sobrinho Alves, que não estava à espera desta distinção, considera que o importante é que toda a gente cumpra o seu dever, tendo como objectivo servir os outros. “Acho que não mereço distinção nenhuma, faço aquilo que tem que ser feito. Há tantas outras pessoas iguais, cada um na sua missão. O que importa é que as pessoas sirvam a comunidade, tendo sempre em atenção o outro”, frisa o pároco. 
O Dia do Homem, que se assinala a 19 de Novembro, foi comemorado pela primeira vez pela União de Freguesias da Sé, Santa Maria e Meixedo, na passada sexta-feira. 

Escrito por Brigantia

Sem comentários: