sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Aposta em explorações de mirtilos aumentam na região

Encontrar mirtilos no nordeste transmontano há alguns anos, poderia ser considerado uma plantação exótica. Mas hoje-em-dia há cada vez mais produtores deste fruto vermelho, sendo actualmente cerca de 20 os que estão instalados na região, em particular nos concelhos de Bragança, Mirandela e Vila Real.
A concorrência não é problema. Para Nuno Rodrigues, produtor de Pinela, que investiu numa plantação de frutos vermelhos há 4 anos, e que começou este verão a fazer a primeira colheita de mirtilos, a necessidade é mesmo de aumentar a área de cultivo para fazer face à procura. O problema está, no entanto, “em conseguir terrenos em regadio” na região. “Falta-nos algumas condições em determinados locais. Onde era possível construir regadios não existem e os que existem estão a ser muito mal aproveitados como o da Barragem da Castanheira e do Azibo”, refere o empreendedor. 
O trabalho dos produtores de mirtilo da região funciona já em rede. Das 18 toneladas de produção de mirtilo de Nuno Rodrigues, este ano, 11 hectares são próprios e 30 hectares são relativos a comercialização de outros produtores, contando no próximo ano ter 45 a 50 toneladas produzidas. A grande maioria é para exportação e a procura exige um aumento de 60 hectares de aérea de cultivo. 
O produtor garante que a rentabilidade do fruto, até porque o gosto pelo fruto “não é uma moda”. “Estamos a recusar encomendas todos os dias. Temos contratos formados para os próximos 20 anos”, refere Nuno Rodrigues. 
Uma cultura que parece fazer sucesso, na região. As condições de clima e solo contribuem para a qualidade. 

Escrito por Brigantia

Sem comentários: