segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Sector caprino começa a rejuvenescer

O sector caprino da região transmontana começa a ser alvo de novos investimentos por parte de gente mais jovem.
O envelhecimento dos criadores e a captação de novos investidores são duas questões que ainda preocupam o presidente da Associação Nacional de Caprinicultores de Raça Serrana, Arménio Vaz, no entanto, salienta que começam a surgir novas explorações, o que o deixa bastante satisfeito.
“Temos aí criadores novos aliás até com exploração bastante grandes e aos poucos vão aderindo. É o nosso objectivo cativar os mais jovens e atraí-los para o sector, sem dúvida”, refere. 
Arménio Vaz deu o exemplo de Tiago Melim que deixou a sua vida no Porto como informático para investir numa exploração com cerca de 200 cabras. Este jovem criador não está arrependido com a mudança, aliás, diz mesmo que “os ex-colegas que andam de aeroporto em aeroporto têm um emprego bem mais complicado”, explica. 
Este e centenas de criadores de caprinos, ovinos, cães de gado transmontano e podengos portugueses participaram, no passado sábado, no Dia do Mundo Rural, uma actividade inserida na Terra Flor, feira de Produtos e Sabores de Vila Flor. 
O adjunto do presidente e responsável por esta iniciativa, António Neves, refere que esta oitava edição “superou as expectativas devido à elevada adesão dos criadores de pequenos ruminantes”. Um dia de convívio para muitos criadores do distrito de Bragança. 
A XII edição da Terra Flor ainda pode ser visitada durante o dia de hoje. 

Escrito por Brigantia

Sem comentários: