quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Chef cria produtos inovadores de ‘Vinho para comer’ em Alfândega

Um projecto inovador de vinho para comer em forma de caviares, compotas ou chocolates surgiu em Alfândega da Fé.
Trata-se do projeto “Wine to Eat” – vinho para comer – que foi desenvolvido pela empresa Sapientia Romanade, sediada em Chaves.
No entanto, os produtos foram desenvolvidos pelo ‘chef’ António Mauritti e resultaram da aplicação de técnicas avançadas de cozinha molecular.
“O que fazemos tem um aspecto inovador, tecnologicamente avançado, todavia são totalmente manufaturados. Só temos aparelhos para controlar as temperaturas mais rigorosas” António Mauritti referiu ainda que se cozinha a frio, recorrendo a aparelhos que ajudam a controlar as temperaturas de forma mais rigorosa. “Fazemos o que se chama ‘cold confit’ para aproveitar o sabor do vinho”, frisa. 
A autarca de Alfândega da Fé, Berta Nunes, valoriza estas experiências empresariais e acredita que o exemplo pode ser seguido por outros empreendedores que se queiram fixar no concelho. “Estamos a posicionar o concelho como sendo empreendedor, inovador e sustentável, e tudo isto importante para a atracção de outros investimentos e para uma boa notoriedade e imagem do concelho de Alfândega da Fé”, salienta Berta Nunes. 
Os produtos vão estar à venda, em Portugal, em lojas gourmet, mercearias finas, garrafeiras e podem também ser adquiridos online, mas vão destinar-se principalmente à exportação. 
O projeto fez um forte investimento na imagem dos produtos e, por exemplo, a embalagem das trufas ou a tampa dos frascos das geleias são feitos à base de cortiça, mais um elemento que associa ao universo do vinho. 

Escrito por CIR (Rádio Ansiães Brigantia)

Sem comentários: