domingo, 29 de maio de 2016

Duas mil trutas repovoam concelho de Vila Flor

Na sexta ação do género promovida pela Associação Florestal de Trás-os-Montes foram feitos dois repovoamentos com dois mil exemplares de truta fário nas albufeiras do Peneireiro e de Valtorno.
Mais um gesto de devolver ao rio, à natureza, a fauna que nele, normalmente, habita, no sentido de repovoar, quer a albufeira do Peneireiro, quer a albufeira de Valtorno, ambas no concelho de Vila Flor.

Numa diligência promovida pela Associação Florestal de Trás-os-Montes (AFTM), desta feita, com o Clube de Caça e Pesca de Vila Flor, foram lançadas à água mais de dois mil exemplares da truta fário.

Esta iniciativa, de caráter ambiental, surge no âmbito da campanha “Águas Vivas”, criada pela AFTM em janeiro deste ano. Uma campanha que visa, entre outras ações, reabilitar com espécies indígenas o potencial piscícola das águas interiores. E foi precisamente isso que sucedeu na passada sexta-feira, com o lançamento à água de dois mil exemplares desta espécie piscícola.

Depois de dois repovoamentos feitos no concelho de Penedono, um em Montesinho, no concelho de Bragança, e outros dois em Santa Marta de Penaguião, esta foi a sexta ação do género desde janeiro. Estas iniciativas contam, também, com o "precioso" contributo do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas-Norte, que tem a exclusividade da produção e transporte desta espécie piscícola de elevado valor ambiental.

No programa da campanha “Águas Vivas” consta, ainda, a plantação de arvoredo ripícola e a recuperação de habitats ribeirinhos no sentido de consolidar a implementação de um modelo de exploração dos recursos naturais responsável e sustentado.

“Esta campanha tem como objetivos principais uma eficiente conservação da natureza e em simultâneo o equilíbrio entre esta e a inversão da tendência de desertificação humana nos territórios de baixa densidade demográfica como é o caso do interior norte do País”, fez questão de frisar o presidente da direção da AFTM. Para António Coelho, estes objetivos atingem-se “através da promoção do turismo de Natureza e demais atividades lúdicas, permitida pela excelência da respetiva biodiversidade observada nestes territórios”.

Bruno Mateus Filena
in:diariodetrasosmontes.com

Sem comentários: