terça-feira, 30 de agosto de 2016

S.Pedro de Sarracenos recebeu a XVI edição da Feira das cebolas, um certame que pretende divulgar os produtos locais e promover a freguesia

Centenas de brigantinos rumam há 16 anos à aldeia de São Pedro de Sarracenos para comprar cebolas na feira dedicada a este produto mas também para adquirir outros produtos da terra.
Manuel Malhão é um dos poucos produtores de cebolas que ainda resiste na freguesia. Ontem vendeu mais de 1500 quilos de cebolas e garante que vai continuar a participar nesta feira, já que há escoamento garantido para os produtos hortícolas. “As pessoas vêm à procura de cebolas e acabam por levar batatas, tomates, azeite, o que temos… Esta feira correu muito bem, acho que foi a que teve mais gente e a que se vendeu melhor dos últimos anos”, referiu o habitante da aldeia.  

A oferta dos expositores, não só da aldeia, mas também de outras localidades do distrito de Bragança, tem vindo a diversificar-se e, hoje em dia, além dos produtos hortícolas, há também queijos, pão, doces, mel, licores ou até chá, artesanato e espaços dedicados à promoção de instituições e associações locais.

O presidente da Junta de Freguesia de S. Pedro de Sarracenos, Humberto Santos faz um balanço positivo da décima sexta edição do certame. “Acho que a feira tem corrido maravilhosamente. Tivemos muito mais gente do que aquilo que esperávamos e prova disso é o facto de termos feito o almoço para mais cem pessoas do que no ano passado e esgotou”, referiu o representante da autarquia que preparou mais de 300 refeições para convidados da Feira das Cebolas.

E a vertente cultural também é sempre tida em conta na Feira das Cebolas. Este ano foi reactivado o Grupo de Pauliteiros  de São Pedro de Sarracenos, que estava há vários anos sem actuar, como explica o presidente da Associação Recreativa e Cultural de S. Pedro Sarracenos, Bruno Couteiro. “Esta é uma tradição antiga que tentamos fazer renascer depois de mais de 15 anos inactiva - Requer bastante esforço e dedicação. Demoramos cerca de meio ano a prepararmo-nos para esta que foi a primeira actuação”, contou.  A feira das cebolas serviu ainda para inaugurar o novo largo da aldeia de S. Pedro de Sarracenos. 

Escrito por Brigantia

Sem comentários: