quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Alcalde de Puebla de Sanabria considera fundamental a criação de um "corredor de pessoas e bens no noroeste peninsular"

É necessário aproveitar as potencialidades da estação do comboio de alta velocidade na Sanabria e do aeródromo de Bragança, transformado em aeroporto regional, para dinamizar as regiões da Sanabria e de Trás-os-Montes. Esta é a opinião do alcalde de Puebla de Sanabria, José Fernández Blanco.
O também senador por Zamora acredita que é possível criar um corredor de mobilidade, não só de pessoas, mas igualmente de transporte de mercadorias, aproveitando também o transporte veículos por mar, de Gijón a Nantes, em França, que deverá estar assegurado ainda este ano. “A nossa ideia para o futuro é que esta ligação permita também a ligação Léon-Bragança, o que seria importantíssimo, e que acabe por ser a ligação Porto-Gijón. A ideia é que acabe por ser um corredor de transporte que chegue do Porto a Gijón e, desta forma, permita o transporte de mercadorias por mar, de Gijón a Nantes (França). Se todo este corredor estivesse feito, seria possível que um camião de transporte de mercadorias que chegue ao Porto e que tenha que ir para França, chegasse oito horas mais cedo e com menos impacto ambiental”, referiu.

Em entrevista ao Jornal Nordeste, e à Rádio Brigantia, Fernández Blanco afirma mesmo que não podem continuar a existir aquilo a que chama “duas Espanhas e dois Portugais”. A solução, acredita, que poderá passar pela partilha de serviços dos dois lados da fronteira. “Isto requer uma solução e a solução passa por evitar que qualquer serviço público desapareça. Temos que partilhar educação, saúde, comunicações, infra-estruturas de televisão, internet… Somos o mesmo espaço e, evidentemente partilhar estes serviços tornar-no-ia mais eficientes e sustentáveis”, frisou.

 Defensor acérrimo de uma nova ligação entre Bragança e Puebla de Sanabria, que acredita ser o ponto de partida para o desenvolvimento das duas regiões, José Fernández Blanco lembra que já questionou também o governo espanhol, enquanto senador, sobre o atraso na construção da auto-estrada entre Quintanilha e Zamora, há muito prevista, argumentando que as duas ligações são importantes. No entanto, a ligação a Puebla de Sanabria é para José Fernández Blanco uma questão de sobrevivência.”A ligação entre Quintanilha e Zamora, que completa a ligação Bragança- Zamora é importantíssima, mas a ligação Puebla-Bragança é uma ligação de sobrevivência. São duas regiões que têm de estar abraçadas. As regiões da Sanabria e de Trás-os-Montes têm de estar unidas para poder sobreviver”, enfatizou.

 Estes são alguns dos temas abordados por José Fernández Blanco numa entrevista onde fala a ianda da forma como as áreas protegidas estão a ser geridas e da importância de desenvolver pacotes turísticos que promovam, de forma organizada, Trás-os-Montes e a Sanabria. 

Escrito por Brigantia
Sara Geraldes

Sem comentários: