sábado, 28 de janeiro de 2017

“As pessoas” são a principal atração turística

O empenho dos residentes locais é fundamental para a expansão do turismo na região.
Esta é a opinião de Jorge Magalhães, vice-presidente da Entidade Regional do Turismo Porto e Norte, que reconhece vastas potencialidades turísticas na região transmontana, mas diz faltar mais empenho por parte das pessoas.

“É necessária uma intervenção muito grande dos próprios residentes locais, da população e de todos os aqueles que estão nesta cadeia muito próxima da área turística de uma forma determinada e empenhada pois, sem isso, por muito investimento que haja, não se consegue lá chegar. E estamos convictos que, apesar disso, há aqui a identificação de alguns produtos determinantes e emblemáticos da região que, inseridos neste âmbito do geoparque, estão a ser trabalhados, têm procura e interesse de forma adequada e correta com a cooperação de todos.

Relevo em especial a atenção do município, agentes locais, associação empresarial e demais instituições para que, com uma estratégia clara e adequada, são a locomotiva deste processo, o que entendermos ser a forma de chegar lá e ter êxito.”

Melchior Moreira, Diretor do Turismo de Portugal, também considera que as pessoas são um ativo importante para o desenvolvimento turístico, e a desertificação é por isso um problema que só pode ser contornado com a criação de emprego.

“É por essa razão que temos de puxar mais pelos territórios do interior e pelo desenvolvimento turístico, promovendo e criando condições para que algumas empresas, seja de animação turística ou alojamento, criem negócio nesta área e neste território e, desse modo, permitam também a fixação das pessoas aqui, designadamente  jovens, para que sejam territórios com vida, não só com o património natural e cultural, mas também com os mais novos que gostam de viver e de se divertirem nesta região do interior de Portugal.”

Declarações à margem do segundo e último dia do I Congresso Terras de Cavaleiros a decorrer no Centro Cultural de Macedo de Cavaleiros.

Escrito por ONDA LIVRE

Sem comentários: