terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Esperados mais de 1500 ciclistas no primeiro Bragança Granfondo

Um dos projetos vencedores do Orçamento Participativo 2017 foi apresentado aos brigantinos na semana passada e promete ser, em julho, a maior prova desportiva do ano na capital nordestina.
Foi apresentado em conferência de imprensa na passada sexta-feira, dia 20 de janeiro, na Sala de Atos do Teatro Municipal, o Bragança Granfondo 2017. Naquele que será o primeiro evento do género, quer pela sua génese, quer pela sua dimensão, são esperados mais de 1500 ciclistas que, acompanhados por amigos, familiares, amantes da natureza, do desporto e do ar-livre, entre portugueses e espanhóis, maioritariamente, mas de outras nacionalidades também, tomarão de assalto a capital nordestina no fim de semana que termina a 16 de julho.

Na Conferência de Imprensa, que começou pouco depois das 11 horas, estiveram presentes nomes sonantes do ciclismo ibérico, desde o vencedor da Tour, Óscar Pereiro, ao vencedor da Vuelta, Álvaro Pino, a Ezequiel Mosquera e João Benta.

 “É um evento destinado a grandes massas, onde nós, normalmente, nas nossas organizações, colocamos sempre 2 mil, 3 mil pessoas a participar. São eventos regulamentados pela Federação Portuguesa de Ciclismo e abertos a todos”, explicou o diretor da Bikeservice, empresa encarregue da organização do evento.

Virão ciclistas de todo o continente e ilhas, de Itália, Suíça e frança, entre 17 a 18 países presentes em cada granfondo, garante Manuel Zeferino, “aliado a uma forte participação espanhola, eu penso que vamos superar dos 1500 e ser um êxito a nível hoteleiro que é isso que nós também pretendemos”. No entanto, o responsável é otimista e espera ““superar de largo os 1500 previstos”.

O trajeto da prova desportiva inclui Espanha, nomeadamente, a Puebla de Sanabria, e será constituído por três distâncias: mininfondo, 67 quilómetros (kms), mediofondo, 105 kms, e granfondo, 160 kms.

“Dar a bragança um fim de semana de festa”, dando “a conhecer tudo o que de bom uma região tem”, Manuel Zeferino

De acordo com Manuel Zeferino, o minfondo é uma distância “escolhida por muito poucos”, são pessoas “que andam uma vez por semana de bicicleta”. Já o mediofondo, conta, normalmente, com 60 por cento (%) dos ciclistas. Enquanto, o grandfondo é completado por cerca de 30% dos participantes.

Será um evento em que a prática desportiva se alia ao conhecer da gastronomia, das belezas naturais e do património histórico inerentes a cada região por onde passa o granfondo como o Parque Natural de Montesinho e as aldeias de Rio de Onor, Guadramil, ou França, já para não falar do lado espanhol, como a Puebla de Sanabria com o lago, e paisagens de cortar a respiração: Trata-se, segundo o diretor da Bikeservice, “dar a bragança um fim de semana de festa”, dando “a conhecer tudo o que de bom uma região tem”.

Presente na apresentação do evento, esteve um dos principais parceiros e interessados pela promoção do mesmo, o alcaide de Puebla da Sanabria. “É um das localidades mais bonitas de Espanha e ainda a semana passada estive na FITUR (Feira Internacional de Turismo) em Madrid e nos três minutos de discurso a que tinha direito já estava a falar que para estar 15 dias de férias na Sanabria, há que vir conhecer Bragança”, contou José Fernandez Blanco, assumindo perante a comunicação social o desafio de participar no evento desportivo.

Também o presidente da Câmara Municipal de Bragança, comentou a importância do Granfondo, não só para Bragança, mas também para toda a região. “O facto de ser a primeira vez que está a ser organizado, temos uma grande expetativa relativamente a este evento, uma vez que prevemos que traga muita gente a Bragança, não só do país como, também de Espanha e outras nacionalidades”, manifestou Hernâni Dias, acreditando que “esta iniciativa irá dinamizar imenso a economia local, quer a nível da hotelaria, quer a nível da restauração, mas também do comércio tradicional”.

“Esta é uma promoção, não só de bragança, mas da região transmontana no seu conjunto”, Hernâni Dias

“O que pretendemos, verdadeiramente, é que as pessoas venham, estejam na nossa cidade, permaneçam, façam aqui a sua vida durante esses dois ou três dias e isso, obviamente, que terá um impacto muito positivo no nosso território”, alegou o edil, para quem esta é só “mais uma forma de promoção da própria cidade, daquilo que é genuíno, a nossa identidade, a nossa cultura, a nossa gastronomia, o nosso património”.

Na opinião do autarca brigantino, “esta é uma promoção, não só de bragança, mas da região transmontana no seu conjunto” e “estou certo que o evento será um sucesso e será para continuar nos próximos anos”.

Trata-se de “dar um passo mais além no que tem a ver com a estratégia de dinamização da cidade e promoção do território para que continuemos a ter números muito positivos em termos turísticos, aliás, como temos tido até agora”, expressou Hernâni Dias, que já assegurou a sua participação no Grandfondo, não querendo revelar para já a distância que se proporá a concluir.

Em Portugal, este género de eventos desportivos iniciaram-se há 4 anos e, neste momento, pode-se mesmo falar “na febre dos grandfondos”, nas palavras de Manuel Zeferino, cuja empresa é responsável, também, pela prova no Gerês, no Porto e no Douro, onde, este ano, são esperados 4 mil ciclistas.

Números do Bragança Granfondo 2017

Quanto a números, no Bragança Granfondo, a organização envolverá cerca de 300 pessoas, mais entre 150 a 200 voluntários ao longo de todo o percurso, onde haverá quatro postos de abastecimento fixos de líquidos e sólidos, dez médicos a acompanhar a prova e 15 carros de apoio mecânico, para além da GNR, da PSP e Guardia Civil, que terão uma forte presença durante os 160 kms que compõem o trajeto.   

E se uma bicicleta pode custar entre 7 a 8 mil euros, não se assuste, pois as inscrições não passam dos 25 euros para ciclistas federados e dos trinta euros para os não federados.

De sublinhar que, neste evento, um dos projetos vencedores do Orçamento Participativo para 2017 promovido pela Câmara Municipal de Bragança, já se inscreveram mais de 500 participantes no espaço de 48 horas. Sendo que, dos inscritos e até ao momento, 17 por cento (%) são de Bragança, 4% de Espanha e 79% de localidades exteriores ao distrito brigantino.

De destacar, ainda, que o vídeo promocional do Bragança Granfondo, colocado online no dia 10 de janeiro, tornou-se viral no facebook atingindo mais de 135 mil visualizações, mais de 1700 partilhas e mais de 350 mil pessoas alcançadas.

Bruno Mateus Filena
in:diariodetrasosmontes.com

Sem comentários: