terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Orquestra Clássica surge na região

Chama-se  Orquestra Clássica de Trás-os-Montes e Alto Douro (OCTAD) e surgiu no final do ano transacto para colmatar uma lacuna da música erudita na região. A OCTAD apresenta  o seu concerto de estreia no próximo dia 29 de janeiro. O local escolhido foi o Auditório Municipal de Mirandela.
A Orquestra Clássica de Trás-os-Montes e Alto Douro, formada em Outubro de 2016 por um grupo de músicos com raízes transmontanas, conta nas suas fileiras com músicos de excelência, músicos esses já premiados em inúmeros concursos e festivais nacionais e internacionais, e com experiência nas mais variadíssimas orquestras portuguesas e estrangeiras, nomeadamente Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música, Orquestra de Jovens do Mediterrâneo, Orquestra de Câmara Portuguesa, Orquestra do Festival Aurora Chamber Music, entre outras.

A Orquestra Clássica de Trás-os-Montes e Alto Douro surgiu, devido a inexistência de uma orquestra de carácter profissional nesta região, tão rica de excelentes músicos no que toca a música erudita. Um dos objectivos deste projecto é proporcionar às pessoas desta zona, que carece de um ambiente musical mais rico, a oportunidade de assistir a grandes concertos de música clássica sem terem que se deslocar ao Porto ou Lisboa.

O seu primeiro concerto será no dia 29 de Janeiro de 2017 no Auditório Municipal de Mirandela e insere-se no encerramento do XII Festival de Sabores do Azeite Novo.

in:noticiasdonordeste.pt

Sem comentários: