quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

PCP teme que integração da água em baixa na Resíduos do Nordeste leve à privatização do serviço

A Direcção da Organização Regional de Bragança (DORBA) do PCP contesta a integração dos sistemas de água em baixa dos municípios do distrito de Bragança na empresa intermunicipal Resíduos do Nordeste. Os membros da Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes assinaram um memorando de entendimento para a “Agregação dos sistemas de águas e saneamento”.
Por sua vez foi também recentemente criada a empresa Águas do Interior Norte para os municípios de Torre de Moncorvo e Freixo de Espada à Cinta. No caso de Carrazeda de Ansiães, a distribuição está entregue à Águas de Carrazeda, SA e está em curso um processo de retorno dessa gestão ao município, podendo esta num momento posterior ser entregue também à Resíduos do Nordeste.

O responsável do DORBA, Filipe Costa, entende que a concretização deste processo abre, a prazo, as portas à privatização da água na região e no imediato ao aumento dos preços.

“A concretização de tal processo abre, a prazo, as portas à privatização da água na região, transformando um bem público e inalienável num negócio chorudo para os privados”, ao que acresce o facto de tal implicar “a alienação dos municípios da capacidade de decidir sobre os preços e as tarifas, passando a estar dependente do conselho de administração da empresa”, sustenta .

Os comunistas recordam a concessão a privados dos serviços de recolha de resíduos como um exemplo do que não querem ver repetido com a água:

“A recolha dos resíduos sólidos foi concessionada pela Resíduos do Nordeste a empresas privadas, com consequências na degradação do serviço e aumento de preço para os serviços”, disse Filipe Costa.

Outra das preocupações do PCP de Bragança com estas alterações, prende-se com o futuro dos trabalhadores dos municípios que actualmente estão ligados a esta actividade na distribuição, manutenção, leitura e cobrança de água e saneamento:

A integração dos serviços de gestão da água em baixa na empresa intermunicipal Resíduos do Nordeste, que já foi acordada entre os municípios do distrito de Bragança, a preocupar o PCP. 

Escrito por Brigantia

Sem comentários: