quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Programa de bolsas de estudo nos Estados Unidos apresentado, pela primeira vez, no IPB

A Comissão Fulbright está à procura de estudantes, professores e investigadores do Instituto Politécnico de Bragança que se queiram candidatar a bolsas de estudo nos Estados Unidos da América.
O Programa Fulbright, promove o intercâmbio educacional e cultural entre os Estados Unidos e Portugal desde 1960, altura em que foi assinado um acordo diplomático entre os governos dos dois países, nesse sentido.

Em Bragança, o Fulbright foi apresentado, pela primeira vez, esta terça-feira.   

A directora executiva da Comissão Fulbright em Portugal, Otília Reis, explica que objectivo desta sessão foi dar a conhecer as potencialidades do programa. “Viemos apresentar as oportunidades do Programa Fullbright e incentivar o Instituto Politécnico de Bragança a canalizar estudantes, professores e investigadores para este programa. Gostaríamos também que esta instituição acolhesse est6udantes americanos, no âmbito destes intercâmbios”, explicou.

Os candidatos podem concorrer a bolsas vocacionadas para investigadores ou estudantes de licenciaturas, mestrados ou doutoramentos.Só serão admitidos candidatos que se “distingam pelo seu percurso académico”, com uma média superior a 14 valores.

Quem já participou no programa garante que vale a pena e, por isso, quis partilhar a sua experiência com a comunidade do IPB.

Foi o caso de Pilar Abreu Lima, investigadora da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto. A jovem, de 32 anos, natural de Mirandela, participou num projecto de investigação, durante 10 meses na Universidade do Arizona.

A investigadora considera que esta foi uma experiência única. “Foi uma experiência muito enriquecedora, multicultural e uma oportunidade única de poder estar presente num pais com uma escala tão diferente da nossa e que traz mais valias a nível da nossa formação académica, mas também enriquecimento pessoal”, referiu a investigadora.  

Este ano lectivo, o programa Fulbright vai disponibilizar 40 bolsas de estudos para estudantes e investigadores portugueses e outras 40 para americanos.

Depois de Bragança, o programa foi ontem apresentado no Instituto Politécnico da Guarda e vai agora percorrer outras instituições de ensino superior do país. 

Escrito por Brigantia
Sara Geraldes

Sem comentários: