segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Comboio volta ao Tua para turistas e locais

Agência de Desenvolvimento do Vale de Tua diz que “está a fazer-se história”.
O verão vai trazer novidades ao Vale do Tua, na região de Trás-os-Montes, que ficará marcado pelo início da produção de energia na nova barragem, em agosto, e por um plano de mobilidade que irá oferecer dois comboios no canal da antiga linha, um para turistas e outro para a população. 
Os comboios vão circular no mesmo canal da antiga Linha do Tua, por cerca de 30 quilómetros entre Mirandela e a Brunheda. Estão previstos ainda passeios de barco da Brunheda até ao Tua e transporte rodoviário alternativo para as populações, nos 17 quilómetros da antiga ferrovia submersa pela albufeira. Para Fernando Barros, presidente da Agência de Desenvolvimento do Vale do Tua, que junta a EDP e os cinco municípios da área de influência da barragem - Vila Flor, Carrazeda de Ansiães, Mirandela, Alijó e Murça - "está a fazer-se história". 
O edil afirmou também que, "além de um comboio turístico, a concessão contempla também um outro tipo de comboio com três viagens diárias, nos dois sentidos, para as populações locais", que ficaram sem aquele meio de transporte recorrendo desde então, por exemplo, a táxis para se deslocarem no dia a dia. 
A agência é uma das contrapartidas pela construção da barragem de Foz Tua, que já encheu para testes e deverá estar concluída e a produzir energia em agosto. 
A barragem representa um investimento de 370 milhões de euros e começou a ser construída há seis anos, a pouco mais de um quilómetros da confluência dos rios Tua e Douro, e com o paredão a unir os concelhos de Alijó, em Vila Real e de Carrazeda de Ansiães, em Bragança.

Ana Borges Pinto
Correio da Manhã

Sem comentários: