segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Comissão da Casa do Abade de Baçal vai à Assembleia Municipal

Foi criada uma comissão com representação política de todos os grupos parlamentares da Assembleia Municipal de Bragança, para a dinamização de um projecto de recuperação e utilização da casa do Abade de Baçal, nesta aldeia, tendo em conta o valor simbólico do edifício.
A base desta comissão pretende reunir uma série de opiniões para consubstanciar este projecto, como explica o deputado da CDU, António Morais.  “Tendo em conta o valor simbólico do edifício, foi pedida a opinião a notáveis que, de alguma forma, estão ligados ao Abade de Baçal, desde académicos a instituições como o Instituto Politécnico de Bragança, a Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, o Turismo, o Parque Natural de Montesinho e a diocese de Bragança-Miranda, que estão associadas do ponto de vista etnográfico, cultural, antropológico e social à figura do abade de Baçal”, sublinhou.
Na primeira assembleia municipal de 2017, que se realizou, sexta-feira, a Comissão da Casa do Abade Baçal, esclareceu o ponto de situação em que estão os trabalhos do projecto. Depois desta primeira etapa, serão pedidas entrevistas a várias entidades que podem colaborar directa ou indirectamente para a concretização deste projecto. Entidades que do ponto de vista cultural, etnográfico, antropológico e social estão ligadas à figura do Abade de Baçal.
A discussão sobre “a quem caberá a gestão deste equipamento é ainda para já uma incógnita. Poderá passar pela autarquia ou até funcionar como extensão do museu Abade de Baçal, mas “para já é prematuro, nesta fase, estar a falar sobre isso”, concluiu o deputado.
A comissão da Casa do Abade Baçal pretende avançar com uma solução até ao final desta legislatura autárquica para propor nova apreciação em Assembleia Municipal.

Escrito por Brigantia

Sem comentários: