segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Festival do Butelo e das Casulas regista crescimento

Apesar do aumento do número de produtores e expositores, a autarquia brigantina reconheceu na 5ª edição do Festival do Butelo e das Casulas a necessidade de “dar um salto maior”.
Decorreu na passada sexta-feira, dia 24 de fevereiro, em pleno centro histórico, a inauguração oficial do Festival do Butelo e das Casulas, que terminou ontem, domingo.

A cerimónia teve lugar por volta do meio-dia, talvez de forma a criar o apetite necessário para aqueles produtos que são considerados autênticas iguarias tipicamente transmontanas. Até porque, nesta quinta edição, foram 26 os restaurantes da cidade que aderiram ao Fim de semana Gastronómico, onde o butelo e as casulas foram, de acordo com a organização, confecionados “por mãos sábias, segundo os ensinamentos de outras gerações”. “Acompanhe a refeição com o saboroso azeite, com um bom vinho transmontano e o pão caseiro, terminando com uma sobremesa tradicional”, convidou a autarquia brigantina.

Mas, regressando à Praça Camões, na tenda do certame os muitos visitantes puderam encontrar não só butelos e casulas, bem como o restante fumeiro de 20 produtores, mas, também, produtos hortícolas e produtos da terra, entre outros, de entre 14 expositores.

“As pessoas estão cada vez mais disponíveis para estarem presentes neste festival, também houve a preocupação de adicionar mais restaurantes e, este ano, houve um acréscimo nesse número, e continuamos a fazer com que haja mais produtores”, referiu o autarca de Bragança na cerimónia de abertura do festival, que na visita oficial não se coibiu de provar aquilo que de melhor se faz em Trás-os-Montes.

Segundo Hernâni Dias, o espaço disponível não é propício para se incluírem mais produtores, de forma que está a ser pensado e considerado um aumento do certame. “Perspetivamos para o futuro um aumento da feira para que consigamos ter aqui mais produtores”, asseverou o edil, reconhecendo a necessidade de se “dar um salto maior”.

A Câmara Municipal de Bragança, principal entidade no que à organização do festival diz respeito, conta como já é habitual com a Confraria do Butelo e da Casula como principal parceiro. Nesse sentido, foram entronizados novos confrades na manhã de sábado, 25 de fevereiro, no emblemático monumento localizado no Castelo de Bragança, a Domus Municipalis.

Bruno Mateus Filena
in:diariodetrasosmontes.com

Sem comentários: