terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Manuel dos Reis da Silva Buiça (1876-1908)

Nasceu em Vinhais em 1876. Foi 2.º sargento no regimento de Cavalaria de Bragança. Em Lisboa, leccionou no ensino secundário, designadamente na Escola Universal e na Escola Nacional. Republicano e carbonário, participa na intentona de 28 de Janeiro de 1908 contra o governo de João Franco, e foi um dos regicidas que a 1 de Fevereiro de 1908 mataram o rei D. Carlos I e o príncipe Luís Filipe.
Foi morto no local. Tornou-se uma figura legendária para a rua radical republicana, devido ao seu protagonismo no atentado do Terreiro do Paço. Deixou dois filhos (um rapaz e uma rapariga), para quem foi aberta uma subscrição pública depois da morte de seu pai. Diz Aquilino Ribeiro deste professor: 
Era isto tudo, galante, franco, liberal, corajoso, blasonador, incoerente muitas vezes, parlapatão mais de uma, sem equilíbrio na vida, sem disciplina moral, uma ou outra anomalia medrando a meio de sentimentos que, além de serem puros, pareciam dever ser inibitórios.


Sem comentários: