domingo, 5 de fevereiro de 2017

Protocolo prevê levar ajuda espiritual a utentes domiciliários

Os utentes domiciliários das 10 localidades abrangidas pela Unidade Pastoral de Santo António em Macedo de Cavaleiros, além da habitual visita dos profissionais de saúde, podem agora receber também apoio espiritual em casa.
Um protocolo assinado no sábado entre a Unidade Local de Saúde do Nordeste e a Unidade Pastoral de Santo António (UPSA), que prevê a cooperação entre as duas unidades, de forma a levar aos utentes um apoio conjunto que tem vindo a ser solicitado, refere Carlos Vaz, Presidente da Unidade Local de Saúde do Nordeste.

“A importância deste protocolo é fundamentalmente para as pessoas. Nós temos equipas de visitas domiciliárias de acompanhamento a doentes e, muitas vezes, os próprios doentes, já com idade avançada, solicitam apoio espiritual e é ai que reside a simplicidade do nosso protocolo. Sempre que as nossas equipas se desloquem e o doente e a comunidade visitada o solicitem, os nossos serviços contatam com o grupo desta associação e irá o Sr. Padre ou um agente espiritual acompanhá-los.”
As visitas espirituais terão periodicidade diária e são gratuitas. Um apoio que vai para além de uma palavra amiga, refere o Pe. Manuel Ribeiro, pároco da Unidade Pastoral de Santo António, ele que deixa ainda ficar um apelo.

“Sempre que for requisitado pela família ou pela pessoa doente, um ministro outorgado por mim fará o acompanhamento diário que poderá ocorrer mais que uma vez por dia.

Poderão fazer este acompanhamento os Ministros da Comunhão, que, segundo o seu cargo, têm essa missão de acompanhamento. Vão ver se todos os dias as pessoas tomam a medicação, vão estar, falar e rezar com eles, ver se precisam de alguma coisa e, se possível, ir à cidade buscar-lhes medicação ou outros bens.

Eu convido as pessoas a aproximarem-se para pedir ajuda. Não há nada mais belo que isso. Que este dia também nos ajude a tornar cada vez mais humildes para ajudar, não apontar ou acusar, mas também humildes para pedirmos ajuda.”
Uma associação que é essencial para o processo de cura, considera D. José Cordeiro, Bispo da diocese Bragança-Miranda.

“A Fé é decisiva para a cura pois a pessoa humana constitui um integral composto pelo corpo, a mente, o espírito e a sua relação com o seu corpo, consigo mesma, com os outros e com Deus. Interage em todos os momentos e em todas as dimensões da vida.

Por isso, os agentes da saúde, se forem próximos numa humanidade afetiva, aliviam nesse sentido. Não retiram de todo o sofrimento e a tristeza mas orientam-nos para o fim último da existência humana, da vida.”
Também do lado do município, Carlos Barroso, Vice-presidente, vê neste protocolo uma mais-valia para o bem-estar dos munícipes.

“Este protocolo é importante porque vai permitir o acompanhamento, quando solicitado, aos doentes e às pessoas que se encontram nas nossas aldeias e que são já visitadas pelos enfermeiros da ULS, serem acompanhadas com a Fé.

É importante a disponibilidade que o Pároco Manuel Ribeiro mostrou para fazer esse acompanhamento juntamente com todos os outros prestadores de serviços.”
Declarações à margem da assinatura do protocolo de colaboração entre a ULS Nordeste e a UPSA, inserida no Seminário “Saúde – Do cuidar ao curar: a Fé como acto curativo” que aconteceu na manhã de sábado na aldeia de Arcas, Macedo de Cavaleiros.

Luís Rodrigues, presidente da Junta de Freguesia de Arcas, faz um balanço positivo da iniciativa, realçando a importância do protocolo que prevê a colaboração entre a saúde e a igreja.

“O balanço é positivo. O Sr. Pe. Manuel Ribeiro esteve empenhado em conseguir o máximo de pessoas para o seminário e a Junta de Freguesia contribuiu para que tudo corresse da melhor forma e espero que levem este seminário a outras freguesias.

Este protocolo é importante pois há muitas pessoas idosas, e é assim uma mais-valia para usufruirem destas ajudas.” 
Soutelo Mourisco, Murçós, Espadanedo, Edroso, Podence, Lamas, Corujas, Ferreira, Arcas e Santa Combinha são, para já, as aldeias que podem usufruir das visitas de apoio espiritual no concelho de Macedo de Cavaleiros.

Escrito por ONDA LIVRE

Sem comentários: