sábado, 25 de março de 2017

Daqueles Além Marão

O meu caro amigo Manuel Mendonça vai, brevemente, apresentar uma nova obra. Aqui lhe deixo os meus votos do maior sucesso para o novo livro que, garantidamente, me vai encantar...

HM

Palavras do autor:

Depois de um grande conjunto de contratempos, está finalmente por dias o lançamento do meu novo livro intitulado "Daqueles Além Marão".

Esta nova obra é composta por oito contos escritos entre 2015 e 2017.

A sinopse deste livro, transcrita abaixo, não podia ser mais expressiva no tema escolhido e cada um dos contos reúne sem duvida situações extremas em que a fibra e a resistência dos personagens é posta à prova.

 "Para além do Marão, mandam os que lá estão", é uma máxima que não se pode contestar.Gente dura, os transmontanos. São filhos da terra e das pedras: gerados sob o tórrido verão e embalados nas neves que coroam os montes e gelam as casas. Como o ferro bem temperado, das pedras herdaram a dureza e a força, e do sol o calor da simpatia e da lealdade.Vamos conhecer camponeses, guardadores de cabras e até salteadores. Mas seja na vivência de uma das muitas lendas da região, nas dores do amor, ou nas agruras das invasões napoleónicas, é a sua tempera que vai sobressair e, tal como o azeite na água, assim eles se distinguirão dos restantes.É deles que se fala neste livro, Daqueles Além Marão, que lá vivem, trabalham, riem e choram.

Eis um pequeno resumo de cada uma das histórias incluídas neste volume.

"Corrécio" Uma vez mais é abordado o fosso entre ricos e pobres. Mesmo o mais liberal dos Senhores pode-se revelar preconceituoso quando menos se espera e também ficamos a saber que o amor nem sempre move montanhas.

"O Assalto", passa-se numa altura em que as estradas eram perigosas e pejadas de salteadores que nos levariam os bens, e por vezes a vida, com a maior das facilidades. A história aqui contada é uma visão bem disposta de uma época complicada. (Este conto obteve um primeiro prémio num concurso literário)

"Petêmossur" A palavra não existe, claro, o leitor terá que ler uma história em que a pacatez da vida do campo é perturbada com a chegada dos soldados, para perceber o seu significado.

"Montês" Um camponês que foge da vida dura do campo, mesmo nos nossos dias não é novidade, mas agora imagine-se no século passado, onde era fácil morrer de qualquer maneira... até de fome.

"A Cripta" Os cemitérios são lugares tétricos e podendo, o melhor é deixar os mortos em paz.

"Tudo em Jogo" Até onde se está disposto a ir pelo vício do jogo? O que é que estaremos dispostos a pôr em jogo, com a febre de que a nossa sorte irá mudar? (Este conto obteve um terceiro prémio num concurso literário)

"Salvo" As lendas não podiam deixar de fazer presença neste livro e neste conto, o limite entre a realidade e o sonho é tão diáfano, que por vezes não se sabe de que lado se está.

"A Queda do Porto" Em plena 2ª invasão francesa, três malfeitores vão ser engolidos pela fúria dos acontecimentos e participar inadvertidamente em alguns dos grandes acontecimentos deste período. 

Espero ter despertado a sua curiosidade.

Não perca este novo livro que, tenho a certeza, será um bom companheiro durante algumas agradáveis horas.


Boas leituras.

in:manuelamaro.wixsite.com

Sem comentários: