quarta-feira, 15 de março de 2017

Em 2020 todas as povoações da CIM Terras de Trás-os-Montes terão transporte público assegurado

Apenas em 2020 todas as povoações da Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes terão transporte público assegurado. Até ao final deste ano deverá estar programado um caderno de encargos para a nova organização da rede de transportes públicos que vai servir todas as localidades dos nove concelhos da CIM e em 2018 será lançado o concurso público internacional. Segundo avançou à Brigantia, o secretário técnico da CIM, Rui Caseiro, até Dezembro de 2019 as burocracias deverão estar prontas, para tudo estar a funcionar em 2020.
“Em 2017 a CIM/ TTM está na fase de capacitação. Vai ser elaborado um caderno de encargos para a gestão do serviço público de transporte de passageiros de todo o território. Assim espera-se dar resposta ao que são as necessidades dos cidadãos, de forma a garantir aquilo que a lei obriga de assistência mínima de mobilidade dos cidadãos. Aqui a CIM vai entrar com modos diferentes de transportes”Rui Caseiro assegura que tudo vai ser colocado em cima da mesa, de forma a ter um serviço público de transporte, o mais eficiente possível.

A partir de 3 de Dezembro de 2019 a Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes terá em funcionamento o novo sistema de utilização de transportes. Até lá manter-se-ão as carreiras que existem.

“O objectivo é que com o novo sistema melhorar o serviço de forma a satisfazer todos os cidadãos da forma mais eficiente e barata possível, sem deixarmos de assegurar a garantia de mobilidade dos cidadãos”, frisa.

O secretário técnico da CIM sublinha que “é necessário remodelar todo o sistema de raiz e encarar o serviço público de transporte de uma forma diferente do que foi feito até aqui.

O responsável deixa ainda a garantia de que todos os cidadãos pertencentes aos nove concelhos da CIM terão transportes públicos assegurados, independentemente do lugar onde estejam, o que não se verifica actualmente. 

Escrito por Brigantia

Sem comentários: