terça-feira, 14 de março de 2017

Falta de oferta de turismo cultural e religioso em Mirandela criticada por hotelaria

Mirandela tem pouca oferta ao nível do turismo cultural e religioso, e o pouco que existe não está disponível para os turistas desse segmento poderem visitar, ao fim-de-semana, durante a época baixa. As queixas são de uma empresária de Mirandela, proprietária de uma guest house, que diz sentir essa dificuldade quando recebe turistas que pretendem conhecer a história da região.
Sandra Chaves dá como exemplo, o museu municipal e a igreja da misericórdia que estão encerrados ao fim-de-semana.

“Sinto as queixas que os hóspedes me dão e eu própria não tenho informações para dar quando me perguntam o que posso visitar e o que posso visitar num fim-de-semana normal. O que vou sugerir a um hóspede que está habituado a viajar e a fazer destinos culturais”, apontou.

A proprietária de uma Guest-House, em Mirandela, defende que "deveria existir uma estratégia concertada entre diversas entidades para promover e valorizar estas novas vertentes do turismo", que, não sendo um turismo de massas, também têm um enorme impacto económico nos territórios de baixa densidade.

Estas ideias foram lançadas, na semana passada, durante o seminário “o contributo dos voos low-cost na expansão dos hostels, na cidade do Porto" e que tipo de influência pode ter no desenvolvimento das regiões em seu redor.

António Franco, Mestre em Economia e Gestão da Inovação, Faculdade de Economia do Porto, diz que o sucesso da dinamização da presença de companhias low cost, que mais contribuiu para a excelente performance apresentada pelo Turismo em Portugal e no Porto "pode também trazer reflexos positivos para outras regiões como é o caso do distrito de Bragança".

Mas para que isso aconteça, António Franco diz ser "imprescindível trabalhar em parceira com as diferentes entidades da região".

Este seminário foi promovido pelo mestrado em marketing turítico da Escola Superior de Comunicação, Administração e Turismo de Mirandela, colocando-se na sua função de agregar e facilitar iniciativas, dentro desta área", explica.

Ricardo Correia, coordenador do mestrado.

Este foi o segundo seminário, promovido pelo Mestrado em Marketing Turístico, da ESACT de Mirandela, nas últimas duas semanas. 

Escrito por Rádio Terra Quente (CIR)

Sem comentários: