sexta-feira, 21 de abril de 2017

Comboio de Alta Velocidade “chega” a Bragança no Natal de 2018

Falta pouco tempo para começar a ser mais rápido ir de Bragança a Madrid do que a Lisboa. É que o governo espanhol já garantiu que o comboio de Alta Velocidade chega a Sanabria, a 47 quilómetros da cidade transmontana, no final do próximo ano.
O AVE, o Comboio de Alta Velocidade espanhol, chega a Otero de Sanabria, uma pequeníssima aldeia espanhola, com apenas duas dúzias de habitantes, no final do próximo ano.

A garantia foi dada pelo ministro do Fomento espanhol, que anunciou o desbloqueio de 17 obras na linha de alta velocidade entre Madrid e a Galiza, um troço que sofreu "problemas técnicos" mas que agora está com uma "alta taxa de execução", afiançou Inigo de la Serna.

De visita às obras desta linha na zona de Sanabria, o ministro espanhol reiterou que este é um "investimento prioritário" para o governo chefiado por Mariano Rajoy, referindo que o orçamento do Estado central tem reservados 589 milhões de euros para o AVE Madrid-Galiza.

Acontece que Otero de Sanabria, que vai ter uma estação do AVE dentro de um ano meio, fica a cerca de 47 quilómetros de Bragança, capital de distrito que não tem ligações ferroviárias e que só há pouco mais de cinco anos recebeu os primeiros quilómetros de auto-estrada.

Tendo em conta que a viagem de comboio no AVE deverá demorar duas horas de Otero de Sanabria a Madrid, conclui-se então que será mais rápido ir de Bragança à capital espanhola do que à capital portuguesa.

O único grande desconforto continuará a ser a viagem de automóvel de Bragança a Otero de Sanabria. A estrada, que atravessa o parque natural de Montesinho, é estreita e sinuosa, levando cerca de uma hora a chegar àquela aldeia espanhola.

A Câmara de Bragança promete, entretanto, continuar a envidar esforços para conseguir que a cidade tenha uma ligação rodoviária decente a Sanabria.

Já o ministro espanhol do Fomento, quando questionado sobre esta matéria, não se comprometeu com a construção de uma auto-estrada entre Leon e Bragança por Sanabria.


Rui Neves
Jornal de Negócios

Sem comentários: