quinta-feira, 13 de abril de 2017

Idosos recordam como se faz o folar em Baçal

Os idosos dos centros sociais de Baçal, França, Salsas, Izeda e Coelhoso, juntaram-se ontem, no forno da Junta de freguesia de Baçal, concelho de Bragança, para fazerem o folar de Páscoa. Um projecto do núcleo de Bragança da Rede Europeia Anti- Pobreza em parceria com os centros sociais, com o objectivo de promover actividades que recuperam algumas das vivências do meio rural.
Para a maioria dos cerca de 100 idosos presentes nesta iniciativa, fazer o folar não tem grandes segredos, desde logo a começar por preparar o forno.
“Também para o folar não é preciso muito tempo. O forno tem uma marca e quando está branca é quando o forno está pronto para meter o folar ou o pão”, diz uma das ajudantes desta tarefa.
Os trabalhos começaram logo de manhã, para preparar a massa, os ovos e as carnes. Todos participaram de alguma forma.
Depois da massa pronta, deixa-se a levedar durante duas horas antes de levar ao forno. Tempo aproveitado para almoçar.
Para Ivone Florêncio, técnica da EAPN de Bragança, esta é uma forma de fazer com os idosos que antes viviam em meio rural, possam reviver experiências que fizeram parte de toda a sua vida.
“As actividades desenvolvidas têm em conta o conhecimento e a experiencia deles. Uma vez que estão institucionalizados deixam de ter ligação a esse mundo e a essas actividades que faziam no seu dia-a-dia antes e tentamos desenvolver actividades revitalizando o seu conhecimento e experiência”, explicou.
Depois de estar no forno uma hora e meia, está na altura de tirar o folar. Os idosos participam na tarefa e são eles que arregaçam as mangas para, com a pá, retirarem os 8 folares com cerca de quilo e meio cada.
Um dia em os idosos reviverem as tradições da Páscoa com o fazer do folar na aldeia de Baçal, em Bragança. 

Escrito por Brigantia

Sem comentários: