quinta-feira, 13 de abril de 2017

Menino que caiu de 3.º andar em Mirandela já regressou a casa

O pequeno Lucas já regressou a casa, na passada terça-feira. Doze dias depois de ter sido internado nos cuidados intensivos do hospital de São João, no Porto, com um prognóstico muito reservado, após uma queda da janela do 3º andar do apartamento, onde vive com os pais, em Mirandela.
Emocionada, Joana Lemos, a mãe do menino que completou no início desta semana 19 meses de vida, diz que, apesar da gravidade, sempre acreditou que o seu filho fosse recuperar desta queda.

“Sentia sempre que ele ia ficar bem, mas ao mesmo tempo também tinha tempos. A partir do momento em que ele entrou o Porto foi um alívio. Em Bragança, não estou a falar mal, porque estabilizaram o menino e mantiveram-no estável, mas no Porto era como se o caso dele fosse só mais um dos muitos que eles já tiveram e que não era nada eu não conseguissem tratar”, afirmou.

Para agradecer esta recuperação recorde, Joana e a sua mãe (avó do Lucas) vão a Fátima a pé, em data a agendar, num percurso de mais de 300 quilómetros.

Pode-se falar em final feliz, mas este caso também é revelador da inexistência de meios para evacuar crianças em estado grave, no distrito de Bragança, e que pode ser fatal em outros episódios do género. 

Escrito por Rádio Terra Quente (CIR)

Sem comentários: