terça-feira, 11 de abril de 2017

Novas viaturas florestais de combate a incêndios para cinco corporações do distrito

Cinco corporações do distrito de Bragança vão ter novas viaturas de combate a incêndios.  As candidaturas a fundos comunitários para a aquisição de Viaturas Florestais de Combate a Incêndios (VFCI) apresentadas pelas corporações de bombeiros Bragança, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Mogadouro e Vinhais foram aprovadas.
Uma boa notícia para as cinco associações humanitárias contempladas.

“No distrito de Bragança foi atribuído um número acima da média nacional”, considerou Diamantino Lopes, presidente da federação dos bombeiros de Bragança.

Apesar de as candidaturas terem já sido aprovadas, Diamantino Lopes teme que os veículos não estejam ainda disponíveis para a época de incêndios deste ano.

“Isto são processos burocráticos que depois demoram mais tempo do que aquilo com que se conta, para já foram atribuídas, agora é preciso abrir concurso para adjudicar e estou em crer que não estarão disponíveis para o combate neste Verão, mas vamos ter esperança que sim”, destaca, garantindo que as corporações do distrito mantêm a capacidade operacional de combate a incêndios florestais.

Torre de Moncorvo tinha também apresentado uma candidatura para a aquisição de uma viatura deste tipo, no entanto, a corporação não foi contemplada. Nos casos dos bombeiros de Bragança e Vinhais tinham sido candidatadas duas viaturas cada, as respectivas associações humanitárias pretendiam adquirir também uma Viatura Ligeira de Combate a Incêndios, mas apenas uma foi contemplada.

O valor de cada uma das viaturas pesadas apoiadas ascende a 149 mil euros e o financiamento comunitário ronda os 100 mil euros. 

Escrito por Brigantia
Olga Telo Cordeiro

Sem comentários: