segunda-feira, 8 de maio de 2017

Atribuídas 24 bolsas de estudo a alunos do ensino superior

Celebrados este sábado contratos-programa de financiamento à formação superior entre a Câmara Municipal de Bragança e 24 alunos com uma verba global de quase 11 mil euros.
No passado sábado, dia 6 de maio, teve lugar na Sala de Formação no Edifício do Balcão Único de Atendimento do Município de Bragança, pelas 9h30, a assinatura de 24 contratos-programa de financiamento à formação superior.

Nesta primeira iniciativa do género, que decorre no âmbito do Regulamento Municipal de Atribuição de Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior, o município de Bragança apoia, no presente ano letivo, 24 alunos com uma verba global de 10920 euros.

“Das 24 bolsas que mereceram aprovação, pois cumpriam o regulamento, 14 são para alunos que estudam em Bragança, sendo que 10 destinam-se a alunos que estudam fora”, informou o autarca brigantino, frisando que o montante de cada bolsa “varia consoante o rendimento de cada agregado familiar”.

“Os requisitos para a atribuição de bolsas são praticamente os mesmos que estão definidos para os alunos se candidatarem nas próprias instituições de ensino superior. Isto é, o agregado familiar ter baixos rendimentos, serem de cá e aqueles que não sendo de Bragança terão de ter um período mínimo de residência no nosso conselho de três anos”, explicou Hernâni Dias, acrescentando que “outra das condições é os alunos terem tido aproveitamento no ano anterior”. “Se eventualmente, este ano, for atribuída uma bolsa a um aluno e este não tiver aproveitamento, no próximo ano não conseguirá qualquer apoio da nossa parte”, sublinhou o edil, referenciando que esta é, também, uma forma mais subtil de incitar e promover o sucesso académico. “Isto não é um prémio, mas antes um incentivo que é dado para que os alunos se dediquem aos estudos”, concluiu o autarca, que promete dar continuidade a esta iniciativa no próximo ano letivo de 2017/18.

O Diário de Trás-os-Montes esteve à conversa com duas alunas do Instituto Politécnico de Bragança, no final da cerimónia protocolar, e ambas, para além de visivelmente satisfeitas, consideram o apoio da autarquia como fundamental.

“Eu acho que esta iniciativa é muito boa porque há muita gente que não tem possibilidades e já é mais uma ajuda. Estes 400 são muito importantes para mim, pois é uma ajuda que eu sei que a minha mãe não me podia dar”, refletiu a jovem de 19 anos, Ana Gomes, do curso de Educação Social, que confessa ter sabido deste apoio “só mesmo quando estava a acabar o prazo de enviar a candidatura”.  

Também Ana Afonso, do mesmo curso, confirma a importância deste tipo de apoio. “Esta ajuda é muito boa para pessoas que não têm possibilidades. É um apoio fundamental não só para mim como, também, para os meus colegas e só o facto de ajudar a pagar as propinas já é excelente”, asseverou a jovem de 26 anos, que irá receber do município o montante de 240 euros.

Recorde-se que as candidaturas a Bolsas de Estudo a Alunos do Ensino Superior para o ano letivo 2016/2017 atribuídas pelo município brigantino decorreram até ao dia 9 de dezembro de 2016, tendo sido recebidas 30 candidaturas. Após uma análise social e criteriosa das mesmas, foram aprovadas 24 candidaturas, sendo que 6 foram excluídas por não cumprirem os requisitos. De destacar, ainda, que as verbas recebidas referem-se a, apenas, seis meses, visto que o programa de apoio à formação superior, por estar a ser implementado pela primeira vez, entrou em vigor já numa fase avançada do corrente ano letivo. No entanto, no próximo ano, os montantes atribuídos serão mais elevados, já que as bolsas irão abranger a totalidade dos 12 meses.

Bruno Mateus Filena
in:diariodetrasosmontes.com

Sem comentários: