quarta-feira, 24 de maio de 2017

Identificados responsáveis por vandalismo em pintura rupestre

Estragos em painel com mais de 10 mil anos são irremediáveis.
Já foram identificados os responsáveis pelo ato de vandalismo no Painel Central de Arte Rupestre da Ribeira de Piscos, pertencente ao parque arqueológico do Vale do Côa.

Os dois homens desenharam uma bicicleta, um humano esquemático e a palavra 'BIK' em cima da figura conhecida por ‘Homem de Piscos’, classificada como monumento nacional e património mundial pela UNESCO.

Segundo comunicado enviado às redações pela PJ, os dois homens foram constituídos arguidos e interrogados nessa qualidade, tendo confessado o crime.

Os desenhos foram feitos no dia 25 de abril, durante um passeio local de vários ciclistas, com recurso a uma pedra de xisto.

O painel danificado de forma irremediável integrava várias gravuras do período Paleolítico Superior, entre as quais a única figuração antropomórfica paleolítica até hoje claramente identificada em Portugal. Tinha mais de 10 mil anos.

Fonte da PJ adiantou à Lusa que os homens, residentes em Torre de Moncorvo, no distrito de Bragança, são suspeitos da prática de um crime de dano qualificado, que pode ser punível com uma pena de prisão até oito anos.

O ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, vai ser ouvido sobre este assunto durante a próxima audição regimental na comissão de Cultura, em junho.


Carolina Rico
in:noticiasaominuto.com

Sem comentários: