quinta-feira, 25 de maio de 2017

Já não há soutos isentos de cancro do castanheiro

Praticamente não há soutos sem focos da doença do cancro do castanheiro na região, garante Valentin Coelho, investigador do Instituto Politécnico de Bragança. “Todos os soutos têm doença.
O cancro apareceu na região de Trás-os-Montes em 1989 e desde essa altura que progrediu.
Em 30 anos cresceu muito. 
As medidas de controlo eram insuficientes e o produto para o tratamento só existe há dois anos, e quando apareceu já o cancro estava muito disseminado”, explicou o investigador durante uma sessão de esclarecimento sobre a forma de aplicação do bio-produto para combater o cancro do castanheiro, que teve lugar na passada sexta-feira, durante a Feira da Agricultura de Trás-os-Montes, em Macedo de Cavaleiros.

Glória Lopes
in:mdb.pt

1 comentário:

José Victor disse...

Façam algo para combater a VESPA dos ramos do castanheiro; nao permitam que os TRANSMONTANOS fiquem mais pobres.