terça-feira, 27 de junho de 2017

Colégio de Chacim não consegue financiamento estatal para turma de 7º ano

O Colégio Nossa Senhora da Paz, em Chacim, no concelho de Macedo de Cavaleiros, não conseguiu aprovar a proposta de financiamento para uma turma de 7º ano, ao abrigo dos contratos de associação estabelecidos com o Governo.
Faz parte dos únicos dois colégios, a nível nacional, a par do Colégio Cidade Roda, de Pombal, onde estes subsídios ficaram por atribuir, no valor de 80.500 euros por turma. Em todo o país, foram candidatas 134 turmas. Nos dois transatos, foram cerca de 600 turmas a perder este tipo de ajuda financeira.

À CIR a direção do colégio transmontano explicou que esta não atribuição se fica a dever ao número insuficiente de alunos na área geográfica abrangida, sendo apenas 4 as crianças a ingressar no 7º ano de escolaridade. Esta área geográfica abranger as freguesias de Olmos, Peredo, Lombo e Chacim, onde estão as instalações de ensino.

Esclarece ainda que não significa que no próximo ano letivo a escola fique sem turma de 7º ano, porque isso depende do número total de inscrições, certo é que terá de funcionar sem este apoio estatal. Recorde-se que para constituir uma turma é necessário ter entre 18 a 22 alunos.

O Colégio Ultramarino de Nossa Senhora da Paz, em Chacim, no concelho de Macedo de Cavaleiros, poderia apresentar uma proposta de financiamento para uma turma de 5º ano e outra de 7º ano, esta última que acabou por não se verificar. Segundo dados de 2016, este colégio é frequentado por mais de 100 alunos, divididos por 5 turmas, uma por cada ano, até ao 9º.

Escrito por ONDA LIVRE

Sem comentários: