terça-feira, 20 de junho de 2017

Emprego na Região Norte alcança crescimento histórico

Seguindo a tendência a nível nacional, a Região do Norte assistiu, no 1º trimestre de 2017, à aceleração do crescimento do emprego, atingindo, em termos homólogos, a variação mais elevada de que há registo.
Comportamentos positivos registam igualmente as exportações e alguns dos principais indicadores disponíveis relacionados com o consumo e com o investimento. A Região do Norte conheceu, ainda, uma subida da taxa de inflação e uma continuada diminuição do crédito às empresas. 

Estes dados destacam-se no “NORTE Conjuntura”, o relatório trimestral da CCDR-N que identifica as tendências que marcam a evolução económica, a curto prazo, no território. 

De acordo com o documento, a população empregada aumentou 4,2 por cento em termos homólogos, depois de já ter crescido 2,2 por cento no trimestre anterior. A subida verificada foi sobretudo impulsionada pelo ramo de atividade dos transportes e armazenagem, com mais cerca de 16 mil pessoas empregadas do que um ano antes, e pelas atividades de consultoria, científicas, técnicas e similares, com mais cerca de 14 mil empregados. 

Já nas exportações, é de sublinhar que a aceleração do crescimento foi particularmente sentida nas vendas para fora da União Europeia, cuja variação homóloga passou de 3,9 por cento no trimestre anterior para 24,5 por cento no 1º trimestre de 2017. 

Lançado em 2006, o “NORTE Conjuntura” é publicado trimestralmente e inclui uma análise detalhada de outras variáveis macroeconómicas relativas ao consumo privado e ao investimento, à indústria e ao turismo, aos preços no consumidor e ao crédito e, ainda, à aplicação dos fundos da União Europeia. 

in:noticiasdonordeste.pt

Sem comentários: