quarta-feira, 21 de junho de 2017

Frei Simão da Rainha Santa

Franciscano; nasceu em Vale de Gouvinhas, concelho de Mirandela, a 23 de Outubro de 1783 e faleceu em Felgueiras, freguesia de Penhas Juntas, a 26 de Setembro de 1859.

Escreveu: Vida de D. António Luís da Veiga Cabral e Câmara – Para ser depositada no arquivo do Recolhimento do Instituto Pio das Oblatas do Menino Jesus de Mofreita, ou «Memórias da vida do Ex.mo e Rev.mo Sr. D. António Luís da Veiga Cabral e Câmara, Bispo de Bragança e Miranda, escritas em italiano por Frei Simão da Rainha Santa, menor conventual da Província de Portugal e traduzidas pelo mesmo em português». Aquelas em Roma – 1844, e estas em Bragança – 1845.
Vem no Monumento, atrás citado, desde págs. 56 a 103. Com o nome que lhe damos acima é que assina estas Memórias; mas o conde de Samodães chama-lhe Frei Simão da Sacra Família e também lhe dá o nome acima.
Frei Simão conviveu com o bispo, cuja vida relata, e foi testemunha ocular de muitos factos que descreve. Havia professado no convento franciscano em Coimbra, donde foi transferido para Bragança e depois para o Porto, onde estava quando foram suprimidos os conventos, indo em seguida viver para Roma.
Escreveu este seu trabalho, que ficou manuscrito, no intuito de promover a canonização do prelado, por cuja causa ainda voltou a Roma, pois desta cidade viera para Portugal quando terminou a ruptura de relações entre as duas cortes, pelo ano de 1840.

Memórias Arqueológico-Históricas do Distrito de Bragança

Sem comentários: