segunda-feira, 5 de junho de 2017

Letras estiveram em destaque durante quatro dias em Bragança com III Festival Literário

Em Bragança, terminou sábado o Festival Literário que decorreu ao longo de quatro dias. Debates, conversas com escritores e apresentações de livros foram algumas das actividades que marcaram o programa do evento.
Fernando Calado, escritor brigantino apresentou o seu mais recente romance, “Pão Centeio” que pretende ser um alerta para a desertificação humana nas aldeias do concelho e da região.

“É um livro que pretende sobretudo ser um sinal de alerta, uma chamada de atenção para a desertificação das nossas aldeias. É uma história com várias personagens que convivem no meio rural. E é uma tentativa de dar voz a todas as aldeias do concelho de Bragança, que são referidas”, explicou.

Também Richard Zimler, escritor norte-americano naturalizado português, passou por Bragança e participou numa sessão interactiva com alunos dos vários agrupamentos da cidade.

“Gostei muito da sessão, espero que ao alunos também tenham gostado, houve uma variedade de perguntas, sobre processo de escrita, os livros, ser americano, o judaísmo. Acho que estas iniciativas são excelentes, até por razoes egoístas quero ter leitores e viver num país que em qualquer parte há leitores”, referiu o autor.

Uma das questões que os alunos lhe colocaram foi sobre o presidente norte-americano e a retirada do país do acordo de Paris. Uma decisão que preocupa Richard Zimler mas não o surpreendeu.

“Não fiquei surpreendido, porque ele dizia que iria fazer isso durante a campanha eleitoral, é um homem ignorante e provinciano e nem acredita na mudança do clima, está-se nas tintas para o ambiente e não é só nos Estados Unidos da América, mas o acordo em consequências para todo o planeta”, frisou Richard Zimler.

Sessões de escritores nas escolas, cursos de escrita, sessões de poesia e de contos para os mais novos ou a banca das histórias, foram outras das iniciativas que integraram o programa do III festival literário, que contou ainda com a presença de escritores como Inês Pedrosa, Gonçalo M. Tavares, Maria João Lopo entre outros. 

Escrito por Brigantia
Olga Telo Cordeiro

Sem comentários: