segunda-feira, 26 de junho de 2017

Luís António Martins Raposo

Doutor em medicina pela Universidade de Coimbra; nasceu em Caçarelhos, concelho do Vimioso, a 20 de Maio de 1892; filho de Emílio António Martins Raposo e de D.Maria da Cruz Martins. Fez os estudos liceais em Bragança e Coimbra, onde terminou o curso de medicina em 1916, sendo logo mobilizado para França, onde serviu dois anos.
Desde 1919 a 1925 foi segundo e, depois, primeiro assistente da faculdade de medicina de Coimbra e presentemente (Fevereiro de 1930) é capitão-comandante da 2.ª Companhia de Saúde, exercendo ao mesmo tempo a clínica em Coimbra, onde reside.

Escreveu:
Sífilis e gravidez. Coimbra, 1922, 23 págs.
Mola hidotiforme. Coimbra, 1922, 32 págs.
Do emprego da pituitrina em obstetrícia e seus perigos. Coimbra, 1922, 27 págs.
Auto-intoxicação gravídica (Principais aspectos) – Dissertação de concurso ao lugar de 1.º assistente da Faculdade de Medicina de Coimbra. Coimbra, 1923, 398 págs.
Em 1925 apresentou ao Congresso Luso-Espanhol, celebrado no Porto, duas teses: uma sobre Inconvenientes da associação da cafeína à estomavaina em raquiz-anestesia; outra sobre O tratamento do aborto complicado de redução e infecção. No de Medicina, realizado em Lisboa, em 1928, apresentou uma tese sobre A adenopatia traqueo-brônquica em relação com o serviço militar.

Memórias Arqueológico-Históricas do Distrito de Bragança

Sem comentários: