segunda-feira, 3 de julho de 2017

A Volta dos 90 anos também passa por Trás-os-Montes

O maior acontecimento desportivo do verão português e um dos maiores símbolos de identidade nacional regressa às estradas de 4 a 15 de agosto. A Volta a Portugal em Bicicleta, realizada a primeira vez em 1927, comemora 90 anos mas como todos os anos se renova está mais jovem do que nunca. A emblemática e marcante efeméride aumenta expetativas sobre a 79ª Volta a Portugal Santander Totta que agora é apresentada.
Após três anos consecutivos a receber o final da competição, Lisboa vai assistir desta vez à Grande Partida no coração da cidade enquanto Viseu, em plena Feira de S. Mateus, irá brindar aos vencedores. Entre o prólogo e o pódio de consagração pedalam-se 1626,7 km numa exigente e desafiante edição com 30 prémios de montanha e 27 metas volantes. 

A Volta andará entre a Beira Alta e Trás-os-Montes atravessando o Douro Superior até chegar a Bragança num percurso extremamente sinuoso no dia 7 de agosto, altura em que cumprirá a terceira etapa da competição. 

A 8 de agosto, Macedo de Cavaleiros vai servir de cenário para a partida da quarta etapa. Apesar de ser o mais curto em quilómetros, será um dia marcado pela escalada à sempre espetacular Srª. da Graça, em Mondim de Basto, após 152,7 km. 

A dois dias do descanso e com a Serra do Barroso como pano de fundo, a vila de Boticas vai dar sinal de partida à quinta etapa que terminará no Monte de Santa Luzia, em Viana do Castelo. 

Da Beira Alta a Trás-os-Montes atravessando o Douro Superior 

Com cerca de 162 Km, a terceira etapa da 79ª Volta a Portugal em Bicicleta que vai ligar Figueira de Castelo Rodrigo a Bragança confrontará o “pelotão” com um percurso extremamente sinuoso, do qual o calor e a travessia da Serra de Bornes serão os principais obstáculos.  De registar, contudo, que as primeiras dificuldades registar-se-ão, logo no primeiro terço da etapa com a passagem em Vila Nova de Foz Côa e Torre de Moncorvo. Será já em estradas brigantinas, com o Castelo Medieval de Bragança como pano de fundo, que a derradeira seleção se fará, com a Avenida D. Sancho I, local de final de etapa, a assistir, certamente, à chegada de um pelotão muito fracionado. 

Uma partida de etapa e uma meta volante. Macedo de Cavaleiros nos 90 anos da Volta a Portugal 

Null Declaração em áudio de Joaquim Gomes, onde realiza a caraterização geral da edição da volta a Portugal em Bicicleta de 2017 
A Volta está de volta a Macedo de Cavaleiros. Quase duas décadas depois de afastado do mapa da prova, a Câmara Municipal recuperou o concelho para a Volta a Portugal há 3 anos. Depois de em 2016 ter sido em Macedo de Cavaleiros que Rui Vinhas chegou à liderança - que conservaria até final -, em 2017 a cidade volta a receber uma meta volante e uma partida de etapa. “Estamos de novo na prova desportiva de maior impacto mediático em Portugal no verão.

É um grande investimento da autarquia, mas que se justifica pela promoção de que o concelho é alvo”, refere o Presidente da Câmara Municipal. Para Duarte Moreno, a aposta na Volta a Portugal representa “uma projeção importante para Macedo de Cavaleiros, que, além da presença nos mais diversos meios de comunicação e do impacto direto na economia com a presença da ‘caravana’ na cidade e no concelho, é conseguida uma publicidade televisiva muito importante para a promoção do território.” Em 2016 o retorno mediático de Macedo de Cavaleiros, resultante da presença nos órgãos de comunicação, foi calculado pela Cision em 7,5 milhões de euros.

A 4ª etapa, a 8 de agosto, terça-feira, prevê-se, vai começar a definir os principais favoritos à vitória final. Com início em Macedo de Cavaleiros, a etapa de 152,7 km – que será a mais curta, mas nem por isso a mais leve - vai levar os ciclistas até à Senhora da Graça em Mondim de Basto, na primeira chegada de 1ª categoria do Prémio da Montanha. Historicamente, os favoritos à vitória na Volta a Portugal só assim são considerados se passarem com distinção no Monte Farinha.

Na etapa anterior, na ligação entre Figueira de Castelo Rodrigo e Bragança, o pelotão terá difícil passagem na Serra de Bornes (2ª categoria PM). Aqui entra no concelho de Macedo de Cavaleiros – com transmissão televisiva em direto dividido entre a RTP3 e RTP1 – tendo na cidade, aos 105,8 km da etapa a penúltima meta volante da tirada.

Em 2017, a Volta a Portugal assinala o seu 90º aniversário. Realizada, pela primeira vez em 1927, a prova teve alguns anos de interregno, chegando este ano à 79ª edição, apresentada na última semana em Lisboa, e que se realizará de 4 a 15 de agosto. Serão 1626,7 km a pedalar entre Lisboa e Viseu, em 10 etapas, ultrapassando 30 prémios de montanha e 27 metas volantes.

in:noticiasdonordeste.pt

Sem comentários: