quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Novo Hangar do Heliporto Municipal em construção dá inicio a um amplo plano de investimentos na cidade superior a 12 Milhões de Euros

A Construção desta nova infraestrutura “é a primeira de uma série de intervenções na recuperação de edifícios e regeneração urbana em Macedo de Cavaleiros”, revela o Presidente da Câmara.
O novo hangar destinado à recolha de aeronaves no Heliporto Municipal está em fase final de construção. Um investimento importante para o reforço desta infraestrutura central e fundamental no apoio e suporte direto às operações de proteção civil e socorro na região. A construção do hangar dá início ao plano de investimentos previstos superior a 12 milhões de euros nos próximos anos, contemplando também a intervenção no Pavilhão Municipal que avançará já na próxima semana. 

O Heliporto Municipal que acolhe durante todo o ano o helicóptero de emergência médica do INEM e o helicóptero de combate aos incêndios, durante um largo período no verão, “sairá beneficiado com esta obra fundamental para a operacionalidade da infraestrutura, reforçando a sua importância.”

O Heliporto Municipal, associado à Base de Apoio Logístico (BAL), consumada em 2015 e que aguarda financiamento para a construção do edifício, e a futura pista de condução defensiva da Escola Nacional de Bombeiros, fortalece a centralidade operacional de Macedo de Cavaleiros na Proteção Civil regional.

Este investimento que ascende a quase 120 mil Euros, é assegurado no âmbito do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da CIM-TTM. Este plano, que prevê também a ampliação e renovação do Pavilhão Municipal e a melhoria da eficiência energética edifício dos Paços do Concelho, ascende a cerca de 2,7 Milhões de Euros de Investimento.

Ao pacto firmado pela Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, soma-se o financiamento assegurado para uma ampla regeneração urbana, de mais de 10 Milhões de Euros, que vai notabilizar a cidade nos próximos anos. “Começamos com o novo hangar a aplicação de um projeto global na cidade de recuperação de edifícios e regeneração urbana, num conjunto de investimentos sem comparação e que vão modernizar e transformar a cidade, dotando-a de mais e melhor qualidade de vida”, refere o Presidente da Câmara.

in:noticiasdonordeste.pt

Sem comentários: