terça-feira, 12 de junho de 2018

Bênção dos Finalistas do Agrupamento de Escolas Miguel Torga

No dia 08 de junho, pela quarta vez no Agrupamento de Escolas Miguel Torga, numa ideia e organização da Educação Moral e Religiosa Católica com a Direção da Escola, na Igreja de Santa Maria, no castelo, foi realizada a Bênção dos Finalistas de 12.º ano.
Na Eucaristia, D. José Cordeiro, que presidiu, fez-nos uma homilia fantástica e que nunca esqueceremos lembrando-nos que “o que define um adulto é a capacidade de se dar aos outros, havendo muitos adultos que neste sentido são infantis”. Neste momento de reflexão para a vida apontou-nos que “a virtude da gratidão deve ser cultivada pois há pessoas que pensam que só tem direitos”.

Foi na verdade um momento especial, dinamizado pelos próprios finalistas e musicalmente pela Tuna Miguel Torga, com a participação de seus Pais e Familiares, Professores, Funcionários e Amigos, que tornaram a Igreja quase pequena.

A Direção em peso marcou presença tendo, no momento específico, efetuado a entrega simbólica de um certificado de presença na celebração e de um lápis com o seguinte pensamento de Madre Teresa de Calcutá “marca a História, escreve o teu futuro”!

Os Finalistas (e nós com eles), agradeceram a Deus todos os dons concedidos ao longo dos anos de estudo (momentos de sorrisos, de desafio, de tristeza mas também muitos, na sua maioria, de felicidade), e o Agrupamento Miguel Torga teve o ensejo de sublinhar, com um reconhecimento, o seu percurso escolar, o seu crescimento como estudantes e sobretudo como Pessoas e de apresentação do desejo esperançoso num futuro pessoal e profissional risonho com a bênção de Deus, horizonte de sentido pleno para a verdade e felicidade que o ser humano não se cansa de procurar.

Seguiu-se uma fotografia de grupo em frente ao altar da Igreja de Santa Maria e um Porto de Honra.
Fazemos nossas as palavras da oração da bênção:

“Nós Vos bendizemos, Senhor do universo, que formastes o homem e a mulher à vossa imagem e semelhança e os chamastes a colaborar na obra da criação, fazendo de cada um, humilde instrumento, nas vossas mãos, para aperfeiçoar a vida humana sobre a terra, preparando-a para a felicidade definitiva.
Deus de bondade infinita, cuja palavra santifica todas as coisas, lançai a vossa bênção sobre estes finalistas, tal como um lápis, na mão do escriba, se deixem guiar pela vossa mão invisível, se deixem aperfeiçoar pela vossa inspiração, se deixem corrigir por uma verdadeira educação, de modo a avaliar tudo, com os olhos do coração e concedei-lhes a graça de imprimir a sua marca pessoal, original e irrepetível, em tudo o que fizerem e em todos os que encontrarem! Por eles, Senhor, nosso Deus, e mesmo sobre as linhas tortas da vida, continuai a escrever uma história de amor e de salvação". 

Parabéns noss@s estimad@s Finalistas e muitas Felicidades.

Texto/fotografia: Jorge Novo
Diocese Bragança-Miranda

Sem comentários: