quarta-feira, 11 de julho de 2018

Aventure-se pela Rota das Arribas do Sabor

O frio não é desculpa para os verdadeiros amantes do Turismo Natureza. Propomos uma rota pelo concelho de Torre de Moncorvo, no distrito de Bragança. Este percurso pedestre vem juntar-se ao variado leque de rotas existentes, que tão bem divulgam e promovem o património histórico, cultural, paisagístico e arqueológico do concelho. Vamos caminhar?

Vista para o Rio Sabor

Localização: Larinho, Torre de Moncorvo
Extensão: 6 Km
Duração média a pé – 02h30
Dificuldade – Média
Âmbito – Desportivo, Cultural e ambiental
Época Aconselhada – Primavera e Outono

Preparar a mochila e partir à aventu­ra, desfrutando em pleno do contacto com a Natureza, eis a irresistível proposta que lhe fazemos. Porque quem experimenta acaba sempre por repetir, uns mais, outros menos, naturalmente, mas o saldo final é sempre positivo.Como é habitual pede-se calçado confortável em qualquer época do ano, se for corajoso e decidir percorrer esta rota no Inverno, agasalhe-se.

A Rota das Arribas do Sabor é marcada por “carreiros” antigos e por uma paisagem selvagem e agreste este percurso tem início junto da aldeia de Larinho, nomeadamente na fonte da ferrada.

Durante esta caminhada pela natureza destacam-se as arribas sobre o Rio Sabor que possuem uma beleza inigualável, entre outros pontos de interesse como o caminho da fraga, a marinhota, os olivais e o ribeiro dos boqueiros.

Aconselhamos vibamente a que leve a sua máquina fotográfica para ficar com o registo das maravilhosas paisagens mas também do património histórico e cultural existente.

Outros pontos de interesse:

Nicho de S. Valentim – nicho recentemente edificado e que é dedicado a S. Valentim.

Fonte da Ferrada Velha – é a fonte mais antiga da aldeia e aquela que tem água fresca no verão e água quente no Inverno. Era aqui que antigamente as mulheres se deslocavam com as cantarinhas para ir buscar água para consumo. Além de ser local de encontro entre os namorados era também aqui que se realizavam alguns bailes e convívios.

Caminho da Fraga – caminho bastante estreito que só é possível fazer a pé, sendo que era o único caminho que existia em tempos passados para acesso aos laranjais, olivais e ao Rio Sabor.

Marinhota – fonte onde antigamente as pessoas, quando vinham das lides agrícolas, paravam para descansar e beber água.

Vista sobre o Rio Sabor – vislumbram-se as escarpas para o Rio Sabor, sendo um dos locais menos alterado com a construção da Barragem do Baixo Sabor. Daqui pode avistar-se a fraga dos 4 costais que além de monstruosa está dividida em 4.

Os Olivais – zonas de muitos olivais, aqui pode ver-se a diferenças entre os olivais tradicionais e os olivais modernos.

Ribeiro dos Boqueiros – Ribeiro que corre em direção ao Rio Sabor. Durante os meses de inverno é possível ver as cascatas de água formadas por este ribeiro.

Fonte da Ferrada Nova – fonte que a população usa para regadio dos campos agrícolas.

Revista Raízes

Sem comentários: