quinta-feira, 23 de março de 2017

As ameaças de encerramento do posto médico de Carviçais preocupam população

O presidente da junta de freguesia de Carviçais garantiu que houve várias ameaças de encerramento do posto médico da aldeia que serve a população oito localidades do concelho de Moncorvo.
Francisco Braz explicou que os responsáveis do centro de saúde de Moncorvo apontaram falhas nas condições de funcionamento no posto médico. “As queixas referiram-se em primeiro lugar à limpeza e depois ao frio que se fazia sentir nas instalações da junta de freguesia”, explicou.
Segundo o presidente da junta de freguesia de Carviçais, para evitar um encerramento foi colocado material de aquecimento e estão ainda agendadas algumas obras.
“Colocaram-se três aparelhos de ar condicionado, e estão agendadas pinturas e arranjo de canalizações, por exemplo”, sublinhou.
O posto médico de Carviçais é uma extensão do centro de saúde de Torre de Moncorvo e funciona dois dias por semana, com a deslocação de um médico, um enfermeiro e um funcionário administrativo.
Para Francisco Braz este serviço é fundamental para a aldeia, as 6 anexas e a aldeia de Mós e o encerramento do posto médico iria sobrecarregar o centro de saúde da sede de concelho.
No último ano, foi reduzido um dia no atendimento, sendo agora apenas dois.
Para já o panorama de encerramento foi anulado com a realização de alguns melhoramentos na infra-estrutura desta extensão do centro de saúde de Torre de Moncorvo. 

Escrito por Brigantia

Sem comentários: