terça-feira, 1 de agosto de 2017

Os Avós são Pais duas vezes

Olá Familiazinha! Entrou Agosto, mês de matar saudades, de casas cheias, festas, romarias, casamentos, baptizados, convívios e tudo que sirva para passar umas boas férias e pôr o ponteiro das saudades no verde! Estejam atentos à próxima edição da nossa página, pois a nossa tia Irene, que nos liga da Suíça, vai apresentar-nos um trabalho sobre os emigrantes.
Convido toda a família que é aficionada das touradas para, no Domingo, dia 13 de Agosto, pelas 17h30, na localidade de Morais, do concelho de Macedo de Cavaleiros, assistir à 1.ª Grande Corrida de Touros «A Família do Tio João da Rádio Brigantia».
Na semana passada dedicamos o programa aos avós, visto que, no dia 26, é dia de Santa Ana e S. Joaquim, os avós de Jesus, daí ser o dia mundial dos avós. Muitos são os netos que foram criados ou ajudados a criar pelos avós. Como é do conhecimento público eu fui criado pelos meus avós, mas sempre com a supervisão dos meus pais. Tive uma infância feliz e recordo-os com muita saudade.
Setenta por cento ou mais das pessoas que participam no programa, já têm a alegria de ser pais duas vezes. Falando com cerca de uma centena de avós, o número de netos varia, mas uma grande parte tem meia dúzia. Há casos de avós com duas a três dezenas de netos. A avó com mais netos reais é a mãe do nosso tio Isolino, que liga de Barqueiros (Mesão Frio) e nos ouve através da internet: tem 53 netos. Mas para o nosso programa a avó que tem mais netos e a única com o título de avó actualmente, é a Laurinda Bragada, a caminho dos seus 90 anos, que vive em Bragança, a quem todos chamam a avó Laurinda. Com esse título também tivemos, durante muitos anos, a saudosa avó Moleira, avó da tia Leninha, minha esposa. Que Deus lhe fale à alma.
Como diz o tio Liberdade Jantaradas, que festejou as duas machadinhas (77 anos), a avó Laurinda é a avó com mais netos no mundo. Quem esteve também de parabéns por mais um aniversário foi a tia Aurorinha, da Póvoa (Miranda do Douro), que quando nos canta “é das de fazer parar o trânsito”.
E agora para terminar, oxalá um dia eu possa vir a ter a experiência de ser avô (pai duas vezes) que como diz o avô mais recente da família, o nosso pastor Paulo, ser avô é único pois “o meu neto é meu filho duas vezes”.
Segue-se uma homenagem aos avós, lida no programa pelo nosso tio Eduardo Fernandes, de Bragança.

Tio João
in:jornalnordeste.com

O Dia dos Avós (26 de Julho), para quem pôde aproveitar a riqueza dessas pessoas na sua vida, percebe o quanto eles contribuíram para a nossa formação. Nos dias actuais, a presença dos avós tem sido cada vez mais constante e necessária, visto que os pais precisam de trabalhar fora.
Os nossos avós são as pessoas que mais devem ser valorizadas, como símbolos de experiência e sabedoria. Eles trazem consigo o testemunho de décadas. Hoje, muitos deles consideram que o tempo não tem a mesma importância de outrora, tanto que o relógio de pulso é usado apenas como acessório. A sua presença ensina aos mais novos o tesouro de olhar o mundo com os olhos do coração.
Se hoje eles têm a pele flácida, o corpo mais sensível e a visão enfraquecida, devemos lembrar-nos que nem sempre foi assim. Afinal, já batalharam muito e dedicaram a sua vida ao cuidado da família. São tão dignos de carinho e respeito quanto os nossos pais. Por isso, nunca devemos esquecer o seu verdadeiro valor. Quem souber aproveitar o convívio com estas figuras que acumulam sabedoria de duas gerações, certamente terá muito a aprender com os seus conselhos. Os nossos avós têm o conhecimento e a sabedoria que não são aprendidos nos livros e estão sempre dispostos a partilhar. Eles são os verdadeiros tesouros na nossa vida.
Ter avós é ter amor em dose dupla, é ter cúmplices para poder fugir das regras de vez em quando! Avós são anjos, são luz, são porto seguro de gerações e gerações! Seus olhos transmitem ternura, paciência, compreensão, a força de uma vida inteira, sabedoria e experiência!
Guardam no olhar e na pele as marcas de toda uma vida… Guardam em si uma infinidade de conhecimentos que nos transmitem. É com eles que aprendemos as coisas mais importantes da vida
Eternas figuras humanas que hoje queremos homenagear, contemplando com carinho os cabelos brancos, o profundo olhar, as rugas na fronte e na face, sinais da experiência e memória de tantos anos vividos. Que bom poder formar uma roda para ouvir com atenção, os sábios conselhos, as palavras fartas, indicadoras de novos horizontes em nossa vida.
Queremos tocar e sentir a energia, que suas abençoadas mãos transmitem e hoje, embora trémulas, ainda semeiam os frutos da experiência de vida. Permita-nos, neste momento especial, acompanhar com ternura seus passos lentos, algumas vezes trôpegos, mas cheios da sabedoria que a vida lhes ensinou.
Queremos abraçá-los e também aplaudi-los, com muita emoção e ternura, pedindo a Deus que os abençoe e lhes conserve a saúde. A esperança leva a crer que outros dias lindos acontecerão, pois vocês são frutos da mais bela obra que Deus colocou na nossa história.

Eduardo Fernandes

Sem comentários: