domingo, 23 de abril de 2017

Grândola Vila Morena




Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
O povo é quem mais ordena
Dentro de ti, ó cidade

Dentro de ti, ó cidade
O povo é quem mais ordena
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena

Em cada esquina um amigo
Em cada rosto igualdade
Grândola, vila morena
Terra da fraternidade
Terra da fraternidade
Grândola, vila morena
Em cada rosto igualdade
O povo é quem mais ordena

À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade
Jurei ter por companheira
Grândola a tua vontade

Grândola a tua vontade
Jurei ter por companheira
À sombra duma azinheira
Que já não sabia a idade

1 comentário:

Anónimo disse...

belos tempos ,adoro esta musica ,lembra-me de ver toda a gente a sair a rua com todas as esperanças e sonho, que com o passar do tempo se desgastaram em qualquer do percurso da vida ....