segunda-feira, 30 de maio de 2016

COMUNICAÇÃO ENVIADA AO ARTISTA JOSÉ CID

Como Brigantino e Transmontano, venho, por este meio, manifestar o mais profundo desagrado, repúdio e desilusão pelas lamentáveis declarações que recentemente proferiu, num canal de televisão, insultando e humilhando todos os Transmontanos, apelidando-os de “atrasados, incultos, feios, desdentados” e outras coisas mais.
Só por ignorância ou desconhecimento da realidade transmontana, poderá ter proferido tais palavras. Informo que os Transmontanos sempre deram o seu melhor a favor do país, aliás como reza a História, onde grandes personalidades se destacaram em todas as áreas, desde a cultura, à música, à política, ao desporto, entre outras, situação que ainda hoje se mantém. 
Como sugeriu a construção de uma muralha da China, da nossa parte estamos dispostos a construí-la para impedir a sua vinda, para impedir que as suas palavras e a sua música perturbem as nossas tão nobres terras, com gente muito culta, muito bonita, muito amiga, muito hospitaleira, e sobretudo MUITO EDUCADA.
Ainda há pouco tempo veio a Bragança atuar nas Festas da Cidade e durante a atuação elogiou as pessoas desta cidade. Concluímos agora que tudo não passou de pura hipocrisia, o que mostra bem a sua personalidade.
Assim, não sendo possível, nunca, reparar a forma grosseira como maltratou e humilhou os Transmontanos, em nome de todos os Brigantinos, exijo que APRESENTE PUBLICAMENTE UM PEDIDO DE DESCULPAS. 

Com os melhores cumprimentos, 

Hernâni Dias

Presidente da Câmara Municipal de Bragança

1 comentário:

Carlos Freitas disse...

Subscrevo totalmente... "Quem não se sente não é filho de boa gente". Se gente mal educada pagasse impostos neste país,não teríamos problemas de déficit. Proponho a criação de um prémio nacional, anual, para homenagear as figuras públicas mais mal educadas. No caso deste senhor, o prémio poderia ser uma estadia na ilustre região de Trás-os-Montes, com a frequência de um curso de boas maneiras, ministrado por transmontanos "(...) desdentados, feios, medonhos.". Talvez essa figura - linda; deslumbrante e ainda com a sua dentição incólume, aprendesse algo. Mas como diria o meu avô: "Vozes de burro não chegam ao céu".
P.S.: Aviso aos restaurantes da região - quando essa ilustre figura nos visitar, não percam tempo a escolher a "posta à mirandesa" mais tenrinha, que pelos vistos ele ainda tem a sua dentição em boas condições e qualquer vaca velha serve acompanhada de qualquer zurrapa.