quinta-feira, 11 de maio de 2017

Bragança acolhe um dos maiores eventos dedicado à cultura e história judaicas de Portugal

Bragança vai receber entre 15 e 18 de Junho um dos maiores eventos dedicado à cultura e história judaicas realizado em Portugal.
O Encontro de Culturas Judaico-Sefardita – Terras de Sefarad vai incluir exposições, cinema, concertos e um congresso com especialistas mundiais sobre o tema.

O responsável nacional da Rotas de Sefarad e representante da rede de judiarias de Portugal, Marco Batista, considera que devido à componente histórica da iniciativa, muitos judeus-sefarditas de todo o mundo poderão ter interesse neste evento.

“Temos judeus sefarditas de origem portuguesa e espanhola espalhados pelo mundo inteiro e este trabalhos que a Rede de Judiarias tem vindo a fazer com os municípios começa a ter ecos lá fora e muita gente do mundo inteiro vem à procura da sua identidade e das suas raízes”, refere.

Segundo o presidente do município de Bragança, Hernâni Dias, depois da construção de equipamentos dedicados a esta herança histórica em que a região é rica, esta é mais uma aposta na promoção desta identidade sefardita e uma forma de "recolocar" esta região nas rotas do turismo cultural e religioso judaico.

“Temos um historial muito rico da cultura sefardita. O município tem tido a preocupação de fazer a construção de equipamentos ligados à cultura sefardita e o congresso é o seguimento desse investimento que tem vindo a ser feito”, destacou.

O evento terras de Sefarad foi apresentado ontem, dia em foi ainda inaugurada a exposição “Heranças e Vivências Judaicas em Portugal”, no centro cultural Adriano Moreira, a primeira de um conjunto de outras que, segundo, Paulo Mendes Pinto, da cátedra de estudos sefarditas da Universidade de Lisboa e curador da exposição vai integrar o encontro.

O Terras de Sefarad – encontros de Culturas Judaico sefardita, que se realiza entre 15 e 18 de Junho, vai ainda ser a oportunidade para a inauguração do Centro de Documentação – Bragança Sefardita na Rua Abílio Beça, em Bragança. 

Escrito por Brigantia
Olga Telo Cordeiro

Sem comentários: