quinta-feira, 1 de junho de 2017

Bragança Jet repete êxito de anos anteriores

Centenas de pessoas, entre estreantes e repetentes, ficaram fascinadas pelos barulhos dos motores a jato, tendo passado dois dias a olhar para os céus enquanto estes eram rasgados por aviões, boquiabertas pela espetacularidade das manobras executadas e pela mestria dos pilotos de aeromodelismo.
Foram, sensivelmente, 115 os aviões e quase três centenas de pessoas, entre 40 pilotos, familiares e acompanhantes, que visitaram a cidade brigantina por ocasião do Festival Internacional de Aeromodelismo. Como, de resto, tem vindo a acontecer ao longo dos últimos 24 anos, sendo, agora, um evento que já atingiu a sua consolidação, o Bragança Jet trouxe aos céus da capital de distrito, a 27 e 28 de maio, alguns dos melhores pilotos e aviões da península ibérica com jatos e voos acrobáticos e, inclusive, um italiano campeão do mundo de aeromodelismo, deixaram o público transmontano de muitas centenas completamente rendido.

Natural de S. Marino e já com 15 títulos de campeão em Itália, tendo-se sagrado, nos Estados Unidos da América, mais precisamente, na Flórida, em 2016, campeão do mundo de freestyle nos aviões a jato, Sebastiano Silvestri conquistou e foi conquistado pelos céus de Trás-os-Montes e pela simpatia e amabilidade das suas gentes. “Fui convidado pela organização e estou muito contente por estar aqui em Bragança. É a minha primeira vez, mas espero bem que não seja a última”, asseverou o piloto e empresário italiano, que concretiza o design não só das suas próprias aeronaves à escala como, também, produz para o mercado comercial internacional. “São já 30 anos de aeromodelismo e sempre gostei destes shows aéreos com pessoas impecáveis como as que encontrei aqui”, garantiu, ao Diário, em plena pista do aeródromo, o campeão do mundo de freestyle numa entrevista exclusiva, conduzida em inglês. “Eu gosto muito deste lugar e espero que, no próximo ano, consiga vir com a minha família”, finalizou o piloto Sebastiano Silvestri, visivelmente satisfeito com o trabalho desenvolvido pela organização do festival.

Também, pela primeira vez, no Bragança Jet esteve o espanhol Jonathan Girabel Beruti, que fez questão de frisar que está “contente por estar aqui, nesta cidade que é muito bonita. “Uma organização excelente, muito esforçada, que cada ano se supera e o resultado está aqui. Basta ver a quantidade de pessoas presentes”, elogiou o piloto natural de Málaga, que começou no aeromodelismo em tenra idade com somente sete anos e conta já com um quarto de século na modalidade que, nas suas palavras, verdadeiramente o apaixona., mas para a qual é preciso "dedicar muito tempo".

Com o apoio do município e da Associação de Rádio Control de Bragança, o festival é, de acordo com um dos elementos da organização, “o maior encontro nacional de aeromodelismo”. “Este festival está a melhorar de ano para ano. O dia forte é sábado e domingo termina por volta das 14 horas porque temos pilotos de fora, de Madrid e Barcelona por exemplo, que ainda têm uma longa viagem pela frente de regresso a casa”, comentou o piloto bracarense, já com cinco títulos nacionais, e membro da organização, Pedro Precioso, que destacou o apoio da autarquia como sendo essencial à concretização do Bragança Jet, um festival que se quer cada vez mais internacional e que promete regressar já em 2018.

Bruno Mateus Filena
in:diariodetrasosmontes.com

Sem comentários: