terça-feira, 27 de junho de 2017

Presidente da assembleia de Moncorvo abandona Associação de Assembleias Municipais

José Mário Leite abandonou a Associação Nacional de Assembleias Municipais, entidade da qual era vice-presidente da mesa da Assembleia-geral, desde que esta entidade nasceu em Maio de 2016.
O também presidente da Assembleia Municipal de Torre de Moncorvo eleito pelo PSD explica que a decisão surgiu quando este órgão autárquico reprovou a sua proposta de adesão à Associação Nacional de Assembleias Municipais.

Uma tomada de posição dos deputados municipais que José Mário Leite considera “inesperada e surpreendente”, visto que há um ano os mesmo deputados municipais “tinham já aprovado os estatutos desta associação”.

A proposta de integração de Moncorvo na Associação recebeu na assembleia municipal da semana passada 13 votos contra do PSD e do CDS, 10 votos a favor do PS e de alguns deputados do PSD e CDS, e duas abstenções do PS.

Para o presidente da Assembleia Municipal de Moncorvo, que não se vai recandidatar ao cargo, a justificação para tal rejeição é “uma incógnita e um mistério”.

“Esta proposta já foi à assembleia em Abril e nessa sessão, as pessoas que agora reprovaram, disseram que concordavam que Moncorvo devia fazer parte da associação, que se congratulavam com o facto de serem sócios fundadores, inclusivamente propuseram que a sede da ANAM deveria ser em Moncorvo e que se disponibilizavam a arranjar as condições para que a sede fosse lá, mas pediram para adiar, porque havia alguns esclarecimentos que queriam ter de aprofundar e a votação foi adiada para Junho”, contou José Mário Leite.

José Mário Leite, juntamente com o presidente da Assembleia Municipal de Mirandela, José Manuel Pavão que preside à Associação Nacional de Assembleias Municipais, foi um dos fundadores da entidade e estranha a decisão agora tomada pelos deputados municipais de Torre de Moncorvo. 

Escrito por Brigantia
Olga Telo Cordeiro

Sem comentários: