sexta-feira, 6 de julho de 2018

Kamov posicionado em Macedo de Cavaleiros até outubro

Macedo de Cavaleiros volta a ser a base para um meio aéreo pesado de combate a incêndios.
O Centro de Meios Aéreos da cidade tem desde ontem a operar um dos três helicópteros KAMOV contratados pelo Estado para substituição os três que estão parados desde janeiro, e assim garantir os 55 meios aéreos que integram o dispositivo de combate a incêndios rurais até outubro.
Estes helicópteros têm capacidade para transportar entre 4000 a 5000 litros de água e podem abastecer em locais com apenas meio metro de profundidade.
Este não é o primeiro ano que uma aeronave KAMOV está posicionada em Macedo de Cavaleiros. Em 2014, ano em que operou durante toda a campanha de fogos, foi a que cumpriu o maior número de missões no país. Desde então, as suas passagens pela região têm sido limitadas no tempo.
Este meio aéreo junta-se assim aos dois helicóptero ligeiros bombardeiros posicionados em Alfândega da Fé e na Serra da Nogueira, em Bragança, até ao final do período crítico de incêndios.
Os outros dois helicópteros KAMOV recentemente contratados pelo Governo estão posicionados em Loulé, no Algarve, e em Ferreira de Zêzere, no distrito de Santarém.

Escrito por ONDA LIVRE

Sem comentários: